terça-feira, março 31, 2009

Ilha de Mayotte decidiu ser integrada na França


Os 186.000 habitantes da ilha de Mayotte, situada no Oceano Índico junto a Moçambique, decidiram em referendo tornar-se um departamento ultramarino de França, com uma margem de 95,5% de votos a favor, passando assim a gozar do mesmo estatuto de qualquer departamento francês, tanto dentro como fora do "Hexágono" (designação que é popularmente dada ao território continental francês).

O facto torna-se ainda mais extraordinário se tivermos em conta que a ilha é habitada por uma maioria de muçulmanos sunitas (95%) e que, entre as condições enunciadas pelo Governo francês para a integração em 2011 estão a obrigatoriedade do fim dos casamentos de crianças, o fim dos tribunais islâmicos e até o fim da poligamia.

Numa ilha com graves tensões sociais e políticas esta integração constitui uma forte esperança da população num futuro mais estável e promissor, apesar da recém independente República Islâmica das vizinhas ilhas Comores já ter vindo a público insinuar que se trata de uma anexação imperialista.

Será que não se poderia fazer um referendo do género em Portugal visando a integração na França ou até no país de nuestros hermanos? Chateia-me quando estou na fronteira e sou confrontado com a ideia de que, ali do outro lado, se vive bem.


segunda-feira, março 30, 2009

Controlar o computador e outros dispositivos apenas com o olhar

anteriormente aqui tinha falado do Magic Key, um fantástico projecto sediado no Instituto Politécnico da Guarda que constitui todo um novo mundo de esperança para pessoas que, por um motivo ou outro, se encontram fisicamente limitadas.

Em 2006 tive a honra de convidar o Eng. Luís Figueiredo, o criador e mentor deste projecto, para uma palestra aqui no Fundão e recordo-me que, na altura, após uma apresentação onde o orador ficou diante do computador, de braços cruzados, passando os vários diapositivos apenas com o piscar dos olhos, a plateia ficou completamente rendida.

Na semana passada tive o grato prazer de reencontrar o Eng. Figueiredo que, em conversa, me contou algumas das novidades do seu projecto, nomeadamente a relativa a um protótipo de uma cadeira de rodas controlada apenas com os olhos.

Ainda assim, a história mais fantástica que partilhou comigo foi a de Rosário Sarabando, uma senhora que, apesar de sofrer de Esclerose Lateral Amiotrófica, não se deixou abater pela doença e continua a viver e a relacionar-se com o Mundo de forma extremamente activa e exemplar. Se a forma emotiva como o Eng. Figueiredo fala da felicidade que a sua invenção desperta nos que dela beneficiam já por si é tocante, o relato na primeira pessoa que Rosário Sarabando partilha no seu blog, agora escrito inteiramente com o olhar, mais que tocar no coração de cada um, é uma verdadeira lição de vida e uma verdadeira inspiração.

Os meus parabéns ao Eng. Figueiredo e à Sra Rosário Sarabando.

Ficam aqui alguns vídeos do Projecto Magic Key.



Utilização do MagicHome com controlo de voz por utilizador real, para controlar TV e luzes do seu quarto de hospital.


Cadeira de rodas controlada apenas com o olhar. Basta olhar para onde se deseja ir e a cadeira deslocar-se ate lá.

Outros vídeos e reportagens disponíveis no site do Projecto Magic Key

domingo, março 29, 2009

Adiantaram os relógios?


Chegou a hora de Verão e, com ela, a alegria de dias mais longos e ensolarados (Xamane :P)! Espero pois, que não se tenham esquecido que, na última noite, tinham direito a menos uma hora de sono...

sexta-feira, março 27, 2009

Cantar a tabuada

Actualmente há alguma tendência para levantar dúvidas relativamente às competências dos estudantes portugueses e, sinceramente, aproveito para aqui referir que acho que o panorama não é tão grave assim pois já ouvi dizer que há alguns que até sabem ler e escrever correctamente.

Independentemente da real situação das suas competências, o estudante português médio tem contudo uma característica intrínseca indesmentível e sobejamente reconhecida que é essa fantástica capacidade criativa no que a inventar desculpas diz respeito.

A última que me chegou aos ouvidos diz respeito a um aluno a quem foi pedido que fizesse uma conta. Perante a dificuldade evidenciada pelo aluno, o professor dirigiu-se a ele em tom irónico "Então o senhor nunca cantou a tabuada na escola primária?".

Acto contínuo, o aluno replicou "A tabuada? Eu a música ainda sei agora da letra já me esqueci!".

quinta-feira, março 26, 2009

Tentativa de homicídio na forma de GPS

Eu já andava algo de pé atrás desde que, como relatei há algum tempo atrás, a minha Cátia Vanessa me jurou a pés juntos que a floresta que eu tinha à minha frente era na verdade uma bela estrada, de duas vias de circulação, que eu deveria seguir para voltar a Coimbra. A história de que hoje tive conhecimento não veio ajudar nada ao recuperar da minha confiança no aparelho.

De acordo com uma das nossas estações de rádio, um condutor britânico foi alvo da implacável acção da polícia local, na forma de uma multa de trânsito. Ao que parece, o condutor viajava seguindo escrupulosamente as orientações do seu GPS, e de tal forma o fazia que, por centímetros, ia caíndo num precipício. A polícia não foi de modas e multou o condutor por falta de atenção.

Não posso deixar de perguntar: o que iria dizer o GPS caso o carro caísse no precipício? "Por-favor-abrande!"?, "Daqui-a-50-metros-você-chegará-ao-seu-destino!"?

É preciso tê-los no sítio!

Retrato histórico obtido pela digitalização de uma iluminura elaborada nas costas do envelope da conta da electricidade.

De acordo com esta notícia/revelação bombástica que acaba de chegar à Redacção, o 
Almançor derrotou Afonso Henriques porque este, apesar de ter efectivamente testículos, não os tinha no sítio certo.

Trata-se de uma notícia estrondosa que promete fazer correr muita tinta... Para já há monárquicos em polvorosa!

O meu agradecimento ao
Luís pela dica.

quarta-feira, março 25, 2009

'bora lá salvar o planeta?


Encontrei esta sugestão ali no Silvares e achei interessante. Qual será o impacto em termos de poupança (tanto económica como ecológica) se efectivamente uns quantos milhões de cidadãos atenderem a este verdadeiro desafio de ficarem 1h durante a noite às escuras, sem televisão, sem Internet, sem ouvir música e a ler à luz das velas? Vamos experimentar? 

terça-feira, março 24, 2009

A necrópole megalítica de Penela da Beira (Penedono)

Um dos locais que mais me fascinou no concelho de Penedono, e ao qual insisti regressar na nossa última visita, foi o da Necrópole da Senhora do Monte que, na verdade, é constituída por um conjunto disperso de 6 antas, das quais se destaca pela sua monumentalidade e invulgaridade o Dólmen da Senhora do Monte. 

O monumento, que foi alvo de intervenções de restauro por parte da Câmara Municipal de Penedono, encontra-se em excelente estado, sendo constituído por uma câmara funerária, precedida de uma ante-câmara e um comprido corredor de acesso ao interior do monumento.

Esta anta (ou dólmen), que foi utilizada pela última vez no 4º milénio a.C., soube manter a sua aura de misticismo e reverência, de tal forma que, já na Idade Média, sobre ela foi construída a Capela de Nossa Senhora do Monte, actualmente em ruínas. 



A câmara funerária foi aproveitada para altar-mor da capela, tendo a laje de cobertura sido partida para alinhar com a parede da capela e tendo o fragmento resultante sido aproveitado para pavimento desse mesmo altar-mor.




Dizem as lendas locais que a pedra grande que cobre o altar para ali foi trazida sobre uma burra conduzida por Nossa Senhora e que, a pouca distância do local, deixou pegadas numa rocha devido ao peso daquilo que carregava. Outra lenda refere ainda que, ali por perto, jazem os restos mortais de um rei de Inglaterra.

Outro dólmen: o Dólmen do Sangrino, também ele restaurado, situado junto a um antigo casal.

Bibliografia: Oliveira, Jorge; Sarantopoulos, Panagiotis e Balesteros, Carmen. Antas-Capelas e Capelas junto a Antas no Território Português. 1997, Edições Colibri




segunda-feira, março 23, 2009

Pesquisas do katano

Como vem sendo hábito, cá está mais um apanhado das pesquisas mais improváveis que trazem visitantes a esta mui humilde casa:

quero pesquisar o katano!
Definitivamente temos fãs acérrimos que, mesmo quando não sabem o endereço deste blog, fazem questão de o procurar de forma veemente.

o mouse que constitui-se de uma especie de tapete onde se passa o dedo é o que?
Sem dúvida o paradigma de uma pesquisa efectuada por alguém que conhece profundamente e em pormenor a raíz das suas dúvidas e pretende saber exactamente em que consiste um touchpad.

A CAIXA DE TEXTO DO GOOGLE ESTA PEQUENA
Sobretudo se efectuarmos pesquisas como a anterior...!

Quem descobriu o mouse?
Fica a dúvida sobre de que mouse se trata. Será o mouse tradicional ou o mouse que constitui-se de uma especie de tapete onde se passa o dedo? E mais pertinente ainda, arrisco-me eu a avançar, será a questão sobre o que terá sido descoberto primeiro, se o mouse ou se o tapete para esse mesmo mouse.... Seja como for, a caixa de pesquisa do Google seria pequena demais para tanta questão.

Vodka faz mal para o rin?
De acordo com as informações de que dispomos, os russos não são proprimente conhecidos pela excelência do seu sistema nefrológico e, ao que consta, há entre os consumidores assíduos de vodka uma irritante crise de desempenho hepático, oportunamente compensada com o consumo de Guronsan.

Frase jeitosa
Cá vai uma:"o mouse que constitui-se de uma especie de tapete onde se passa o dedo é o que?".

De que forma se emprega o substantivo?
Tendo em conta a conjuntura actual, o melhor que o substantivo tem a fazer é mesmo candidatar-se ao Rendimento Social de Inserção ou, no mínimo, inscrever-se num centro de emprego.

TASKA FORCE
Confessa Visconde, esta foste tu! :P

domingo, março 22, 2009

Aí está o espectáculo das cerejeiras em flor!

Com a chegada Primavera, a Gardunha veste-se de noiva, pintando-se de branco em milhões de flores de cerejeira.

Trata-se de um espectáculo de alvura e aroma que vale a pena apreciar, por exemplo, por um passeio ao longo da estrada que liga o Souto da Casa a Alcongosta, localidade que ao longo das próximas semanas vai imergir em branco.

Deixo aqui algumas fotografias desta realidade, enviadas gentilmente pela D. Etelvina do Restaurante "As Tílias".

Alcongosta em tons de branco


Flores de cerejeira


Mais flores de cerejeira

Inveja...?



O espectáculo de uma realidade que se prolonga em quilómetros ininterruptos ao longo da encosta e dos contrafortes da Serra da Gardunha


Para ver mais recomendo também uma visita ao Pedaços de Alcongosta e ao Andarilho, para além de uma inevitável passagem pela Cerfundão (vejam o vídeo!)

sexta-feira, março 20, 2009

Moda Primavera / Verão 86

Palavras para quê? O nosso Primeiro-Ministro já tinha estilo próprio em 86... Fica no entanto a dúvida: será que era assim a moda na altura ou será que o seu alfaite terá sido instrumentalizado pela oposição?

Já agora...

Fazendo desta "posta" uma "posta 2 em 1", proveito esta ocasião para uma micro-edição da rubrica "Pesquisas do Katano", dando a conhecer a curiosidade de, durante esta semana, um visitante anónimo ter visitado este blog após uma pesquisa pelos termos "Diploma universitário fácil". Lembrei-me agora... Nem sei bem porquê.

Fotografia extraída d'O Andarilho com a devida vénia.

quinta-feira, março 19, 2009

Para os apreciadores de Fernando Pessoa


Recebido por e-mail

Barack Obama em alta resolução

Quem não acompanhou a cerimónia de tomada de posse de Barack Obama tem aqui a oportunidade ouro para ver com um impressionante detalhe, todo o ambiente em que a mesma decorreu.

Trata-se de uma foto de alta resolução, disponibilizada pela GigaPan, onde é possível, mediante o uso do Zoom, obter um impressionante nível de detalhe.

Aproveito pois para desafiar os leitores a encontrar o senhor que está em pleno acto de retirar as secreções nasais solidificadas, colando-as sob a cadeira, e ainda, o outro cavalheiro que admira com nítido assombro e quiçá um ligeiro trejeito de luxúria, os glúteos da senhora que se encontra à sua frente. 

quarta-feira, março 18, 2009

O Castellum de Alcabideque

A cerca de 3 km das ruínas de Conímbriga, na aldeia de Alcabideque, ergue-se, ainda imponente, a torre romana conhecida como Castellum de Alcabideque.

Trata-se de uma antiga torre, situada junto a uma nascente, que se destinava à captação e elevação de água que, depois, era canalizada pelo aqueducto, essencialmente subterrâneo, que abastecia a cidade de Conímbriga.

O termo Castellum pode evocar uma referência mais bélica mas essa confusão resulta da própria ambiguidade do termo que tanto era usado pelos romanos para referir um forte (daí a origem do nosso "castelo") como para referir uma torre de elevação (como é o caso) ou armazenamento de água associada a um aqueducto.

Visitado este monumento no regresso de Tomar, conforme foi mostrado nos artigos anteriores (ver artigos sobre a Casa das Ratas, o Convento de Cristo e a Charola), houve ainda tempo para sermos vítimas de um verdadeiro abuso criativo cometido pela Cátia Vanessa, a senhora que normalmente nos acompanha nas viagens rodoviárias indicando as direcções que devo tomar, que nos levou por caminhos que duvido muito que fossem conhecidos pela própria população local. Aliás, ela chegou mesmo a afiançar que a enorme muralha de mato cerrado que se erguia à nossa frente a determinada altura, era na verdade, uma bela estrada nacional de 2 vias de circulação em excelente estado. 

Optámos pois por um retrocesso completo no nosso percurso apesar de, ainda assim, a Cátia Vanessa ter mais à frente afiançado que o caminho que se encontrava sinalizado pelo sinal vertical informativo  de via sem saída, ligava na verdade ao IC2. Agora que penso nisso, ela quase afiançou que íamos mesmo encontrar portagens se prosseguissemos por esse caminho de terra batida.

terça-feira, março 17, 2009

A Charola do Convento de Cristo em Tomar



A pedido de muitas famílias, cá estão 2 instantâneos do interior da Charola do Convento de Cristo em Tomar.

Depois não digam que este Blog não efectua verdadeiro serviço público junto dos seus leitores.

De visita a Tomar


Numa folga auto-imposta, devido ao receio de graves danos mentais decorrentes do excesso de actividade, o Sábado foi aproveitado para conhecer a bela cidade de Tomar e, inevitavelmente, para realizar uma cimeira de alto nível com o Luís, do Tomar, a Cidade, que com extrema simpatia se disponibilizou para ser o nosso esmerado Cicerone pelo centro histórico da cidade, tendo conseguido inclusive, levar-nos autenticamente ao Paraíso.

Embora a chegada já tenha sido mais tardia do que o inicialmente planeado, a visita passou inevitavelmente pelo Convento de Cristo. Trata-se de um local de arquitectura excepcional e que, aqui e ali, pela sucessão de construções de épocas diferentes (do séc. XII ao séc. XVIII/XIX) que formam todo o complexo, chegou a fazer-me recordar a visita ao Alhambra (para recordar aqui, aqui e aqui) embora a grandiosidade e beleza deste último conjunto seja para mim inigualáveis.

O único senão é que, às 17h00 em ponto, os visitantes começam a ser perseguidos por um indivíduo de chocalho na mão que grita a torto e a direito "Vai fechar!", escorraçando as pessoas em direcção a uma saída pouco evidente aumentando assim a confusão de quem quer sair. O exemplo mais evidente foi o de um grupo de meia dúzia de visitantes franceses que andou cerca de 20 minutos à procura da saída e que não escondiam a sua preocupação ao proferirem frases como "Isto é um labirinto!", "Vamos ficar fechados!" ou ainda "Onde é que anda o sujeito do chocalho para eu lho enfiar pelo nariz?".

Embora haja ainda muito para ver, o propósito desta visita foi cumprido: a materialização de uma fantasia de infância gerada pelas inúmeras fotografias da famosa Janela Manuelina, que se encontra na fachada ocidental da Igreja do Convento.






Claro que não vou publicar aqui a fotografia da Janela Manuelina. Seria demasiado cliché. Maravilhem-se antes com os pormenores do Grande Claustro, uma jóia da arquitectura Renascentista, de inspiração italiana, e uma referência em termos europeus.

segunda-feira, março 16, 2009

O fotógrafo oficial do Blog do Katano em alta


Acaba de ser publicado o "I Catálogo de Bens Culturais da Beira Baixa", um publicação atraente pela sua composição mas que, quanto ao conteúdo e apesar de este não deixar de ser interessante, pelo contrário, acaba por ser pouco definida ao misturar monumentos com povoações e modernas estruturas culturais como a Moagem.

Seja como for, o que mais me chamou a atenção à partida, foi a fotografia que abre a secção relativa ao Fundão. Recordam-se das fotografias que o Xamane aqui colocou em 22 de Janeiro último? A mais espectacular delas foi escolhida para ilustrar esta secção da publicação.

É ou não é um fotógrafo do Katano? Parabéns ao Xamane e aos autores da obra pela escolha.

domingo, março 15, 2009

E atrás da porta nº1...


Pelos sons que chegavam à rua, a coisa estava a animada lá dentro mas devido à pressa acabámos por não entrar...

Mais um simultâneo a funda São e Blog do Katano

sexta-feira, março 13, 2009

Uma batalha do Katano


O que é que acontece quando, um cambada de mânfios e mânfias se juntam, de almofada na mão, na zona mais movimentada da baixa portuense? Esta é uma pergunta que não passaria pela cabeça de muita gente colocar ou, tão pouco, responder. Ora claro está que, quanto mais parva é a ideia, maiores são as hipóteses de a vermos em prática. E é isso mesmo que vai acontecer no próximo dia 4 de Abril pelas 18h em plena Avenida dos Aliados, em frente à Câmara Municipal do Porto.

A convocatória já circula no ciberespaço e, a julgar por eventos anteriores de igual grau de tontice, promete ser um sucesso. E regras, há regras numa batalha de almofadas?!?! Há pois, porque tudo na vida necessita de regras, non è vero?! Ora cá vão as mais "peculiares":

- As almofadas têm de ser macias (hmmm, porque será? Não compreendo a razao de ser desta regra) e, preferencialmente de penas para dar espectáculo - dizem eles - (s n forem de penas também não há problema nenhum, porque com a quantidade INFERNAL d pombos que sobrevoam os céus da baixa portuense algum há-de ficar retido no meio do maralhal e perder umas quantas);

- é proibido lutar com outros objetos pesados, assim como armadilhar as almofadas (quando é que esta gente aprende que explicitar nas regras q É PROIBIDO tem sempre o efeito oposto?);

- só podes atacar quem tiver almofada, e caso peçam para parar, tu páras (ora aspas, aspas para o referido em cima... será que o policiamento local vai andar de almofada na mão?! Espero q sim :D)

- para quem usa óculos, tragam as lentes de contacto ou esforcem a vista (roger that, isto promete, episódios giros de combatentes a atacarem tudo o que mexe e que se pareça com uma almofada... acho melhor vedarem o perímetro...);

- divirtam-se simplesmente, de maneira estúpida e sem sentido :) (esta é a melhor regra e a melhor parte... digo eu); - em caso de encontro imediato com os média, os participantes deverão negar todo e qualquer planeamento do evento e (e esta é a parte mais importante de todas) FAZEREM DE CONTA QUE SÃO PESSOAS NORMAIS.



Acho que há pessoas com uma imaginação fora de série e pergunto-me como é que esta ideia surgiu, como é que, num dia normal, um mânfio se levanta da cama e pensa: "xiiiii páaaaaa giro era irmos todos para a rua fazer uma batalha de almofadas!". E não pensem que nós portuenses é que somos maluquinhos da cabeça, há já um longa tradição de lutas de almofadas em praças mundiais que se regem basicamente pelas mesmas regras (aliás a foto é da última realizada em Toronto), nós somos somente maluquinhos para arriscarmos trazer esta bela ideia para a cidade dos Gunas e das Sopeirinhas.... "Ó mano! Isto não tem como correr bem, tás a ver?!?"

Apesar de saber que a iniciativa foi organizada por outro bloguinho, achei que devia partilhar e, quiçá convidar a malta do katano a participar, prometo que vou tentar documentar o evento para depois mostrar o resultado final. Continuo a achar que quando a comunidade de ratos voadores e gaivotas da cidade virem tanta pena no ar vão tentar vingar a familia sacrificada pelos fabricantes de almofadas de penas maaaaaaaaasssssssssssss é esperar para ver. ;)




(p.s. - não me esqueci da sequela da posta "...de ananazes e bananas" mas por motivos de força maior vi-me obrigada a suspender a publicação da mesma. :p)

Eu cá gosto tanto de SPAM como de óleo de fígado de bacalhau...

Segundo a AnubisNetworks, 97% do e-mail que circulou por altura do Carnaval era SPAM, ou seja, simplesmente lixo electrónico (publicidade, pedidos de sangue, meninos desaparecidos, etc,...). Numa altura em que a McAfee prevê que o SPAM vá aumentar em cerca de 20%, aproveito para lançar a campanha contra o spammer que há em cada um de nós.

Estão a ver todas as mensagens a pedir um sangue raro (ou as 20 mensagens semanais, vá) ou a pedir ajuda para encontrar um menino desaparecido ou ainda a avisar da existência de um vírus que não só nos derrete o computador (que escorre depois pelas portas USB) e que, ainda por cima, nos faz sócios do Benfica? Podem pensar que reencaminhar essas mensagens para todos os vossos contactos vos dispensa automaticamente de, nesse dia, ajudarem aquela velhinha a atravessar a rua mas, na verdade, apenas estão a contribuir para engrossar as estatísticas de SPAM.

Ponto assente: a quase totalidade dessas mensagens, digamos 99,9%, são falsas e destinam-se apenas a circular para, mais tarde, irem parar inevitavelmente à caixa de correio de certos e determinados indivíduos que recolhem todos os endereços de e-mail que se acumularam na mensagem devido a tantos reencaminhamentos, vendendo depois essa lista de contactos a spammers, ou seja, àqueles que nos entopem as caixas de correio com lixo.

E perguntam vocês: como posso deixar de ser um contribuinte activo para o problema de SPAM? É simples, basta simplesmente habituarem-se a carregar em "Eliminar" em vez de carregarem em "Reencaminhar" ou, caso não consigam controlar o impulso, colocarem TODOS os endereços de e-mail dos destinatários da mensagem no campo BCC em vez de o fazerem no campo PARA ou no campo CC. Desde modo, os endereços de e-mail dos destinatários ficam ocultos.

Para recordarem algo sobre SPAM, podem reler este artigo do Vidal.

quarta-feira, março 11, 2009

Justificação (parcial) para a ausência


Imerso num dia-a-dia que tem sido caótico, consegui finalmente terminar mais um projecto, afinal um motivo parcial da minha ausência da blogosfera, sobretudo no que a comentários diz respeito (para grande pena minha).

Quem quiser saber mais sobre a melhor cereja do Mundo, a cereja do Fundão, (segundo dizem) pode visitar o site da Cerfundão recém-construído, e aceder à galeria de fotos e vídeo, sendo possível nesta última secção assistir a um documentário sobre a produção da cereja por estas bandas.

Este site é o resultado da primeira parceria entre mim e a Cathy (uma espécie de Cereja do Fundão do Mundo do Design) e estamos receptivos a críticas e sugestões.

Agora, se me dão licença, vou ali dormir num instante.

terça-feira, março 10, 2009

"Magalhanês" ou promoção contra a crise?

Uma questão legítima perante a dúvida que naturalmente assalta quem se depara com o seguinte anúncio de promoção:

Imagem enviada por e-mail pela Elisabete a quem envio um beijinho

segunda-feira, março 09, 2009

"Inbicta" do Katano - Qualidade de alojamento

Na sequência do artigo anterior dedicado à visita da Delegação do Blog do Katano à "mui nobre, sempre leal e invicta" cidade do Porto, e na sequência de inúmeros pedidos que nos chegaram, indagando sobre a veracidade dos rumores acerca da qualidade do resort onde ficámos alojados nessa mesma noite, publicamos aqui, em exclusivo, os instantâneos que ajudam a ilustrar bem o porquê de podermos afirmar que a excelência montou banca naquela unidade hoteleira.

Evitando referir as questões que nos foram colocadas à chegada pela proprietária do estabelecimento, sobre a natureza das relações entre os membros da comitiva para, assim, poder confirmar se a mesma estava conforme as regras tradicionais de moral e bons costumes, passamos já a apresentar os instantâneos:


Sendo prova de que se cumprem regras de higiene, num ambiente descontraído e familiar, os lençóis pendurados na escadaria ajudam, ao mesmo tempo, a compor uma decoração leve e agradável.



O prazer de usufruir de uma climatização e ventilação naturais, sem gases nocivos para a camada de Ozono, é sintetizado pela simpática rusticidade de uma janela suportada por uma pequena garrafa de cerveja mini. 


Se por vezes os tapetes não são confortáveis o suficiente e a sua textura e aparência se constituem num tratado de monotonia, este exemplar prova as vantagens da inclusão de fungos na sua constituição. Aumentando a sua espessura, o tapete fica desde logo mais confortável, porque não dizê-lo mesmo "mais fofinho" e, ao mesmo tempo, ganha um padrão esteticamente mais interessante.


A prova de que a unidade hoteleira em questão se preocupa com a constante actualização da sua decoração, o letreiro "Pintado de Fresco" é ao mesmo tempo um hino à Língua Portuguesa pois não apresenta qualquer erro ortográfico. O autor deste aviso é por isso menos um suspeito na interminável lista de possíveis autores do software que equipa o Magalhães.

Por outro lado, as pinturas no local também vieram trazer alguma emoção e expectativa à Comitiva do Katano já que alguns, pela intensidade da qualidade aromática que emanava da tinta, chegaram mesmo a apostar que, por acção dos vapores, iriam ter a possibilidade de privar com o Elvis Presley nesse noite.


Resta pois à Comitiva, reconhecer o simpático tratamento que nos foi dispensado e, last but not the least, agradecer a fantástica dica da Sete Luas sem a qual não teríamos descoberto esta pérola da hotelaria portuguesa.

sábado, março 07, 2009

Ai ai, Sr Morais Sarmento...

Numa pesquisa pela Blogosfera, encontrei, quase por acaso, (mais) uma das muitas fotos da minha autoria que foram usadas em diversos sites e blogs sem pedido de autorização ou, no que seria perfeitamente aceitável, sem a devida referência à fonte/autoria.


Desta vez fiquei surpreendido contudo por ter sido indevidamente usada por quem foi, já que se trata de alguém com um nome relevante na cena política nacional, o ex-deputado Nuno Morais Sarmento.


Aparentemente o Sr Nuno Morais Sarmento no seu blog de campanha às Legislativas de 2005, achou que a fotografia tinha qualidade para dar mais interesse ao seu blog e, vai daí, toca a "copiar e pastar" a dita foto sem dó nem piedade, num artigo onde se lamenta por não ter conseguido passar pela Aldeia de Joanes devido a uma gripe, usando a foto em questão para expressar o seu pesar por aquilo que tinha perdido ao anular essa etapa da sua campanha.

Começo tristemente a deixar de me surpreender com estas situações dada a sua frequência e dimensões.

Já em Abril de 2000, o jornal Terras da Beira, pelos dedos de uma sua estagiária, publicou uma notícia que resultou da cópia integral de parte do texto de um site que mantive durante uns anos sobre o monumento Centum Cellas, sem que tivesse feito referência à fonte.

Mais tarde, um site sobre uma localidade beirã fez cópia integral do design de um outro site meu, nem se preocupando em remover certas linhas do código HTML que referiam o meu nome. Vá lá que o autor, ao contrário do jornal TB, pediu desculpa quando confrontado com o... "lapso" (chamemos-lhe assim).

Este episódio é, por isso, apenas mais um entre tantos.

Aqui fica a foto em questão, tirada numa fria noite do ano 2000 e que retrata a fascinante Igreja Matriz de Aldeia de Joanes:



Sr Sarmento, é assim que se faz:

Foto de Morais Sarmento retirada e adaptada de http://sic.aeiou.pt

Foto da Igreja Matriz de Aldeia de Joanes tirada por mim, por isso o site de onde foi retirada não interessa para nada pois dei a mim próprio a autorização para o seu uso e, se necessário, por escrito.

quinta-feira, março 05, 2009

Em Tomar é que se está bem


Grande pérola esta que foi publicada pelo camarada Luís no seu blog, o "Tomar, A Cidade!". Vale a pena ver e constatar que, segundo diz o protagonista, realmente em Tomar é que uma pessoa se sente em casa.

quarta-feira, março 04, 2009

Inbicta do Katano

No fim-de-semana passada, o Blog do Katano foi à Cidade Inbicta! Embora não tenhamos ido comunicar aos portuenses que de ser Invicta a cidade não se pode gabar (o General Soult que o diga), isto porque não queríamos deixar ninguém deprimido, aproveitamos sim para nos dedicar a um intenso fim-de-semana de cultura.


Estádio do Dragão, Sábado à noite. A ocasião era boa demais para perder a oportunidade de ver Jesualdo Ferreira em acção, praticando toda a sagacidade táctica e a arguta capacidade de análise que o caracteriza. A estratégia foi de facto brilhante: deixar passar o tempo e esperar por um auto-golo do Polga que, infelizmente, voltou a desiludir.

PS - Após o jogo, foram efectuadas várias simulações no Football Manager com os mesmos jogadores e várias tácticas. Em todas elas o FCPorto ganhou por larga margem e, numa delas, o Polga marcou mesmo auto-golo.



Coliseu do Porto, Domingo de manhã. O prato forte da visita! No âmbito dos Concertos Promenade, a Ana voltou a mostrar que é uma artista de categoria sendo particularmente bem acompanhada pelo coro da AMVC numa interpretação das Danças da obra "Príncipe Igor" de Borodin. Uma actuação de categoria que inclusive levou o analista/cronista do Zé do Boné a referir que "estes sim estiveram bem afinados ao contrário dos outros ontem no Estádio do Dragão". Outro testemunho, de fonte anónima, não escondeu alguma surpresa perante o espectáculo: "Já acabou? Podemos ir à bucha?"


Torre dos Clérigos, Domingo após a bucha, a fantástica vista a 360º que se avista, após trepar os cerca de 200 degraus, é no mínimo inspiradora. Deslumbrados com a paisagem não pudemos deixar de colocar ao nosso mais íntimo ser a questão: será que deveríamos oferecer o Football Manager ao Jesualdo?


Um pormenor curioso virado para o mar, talvez para os Açores, essa região autónoma recheada de clubes que mereciam ser treinados pelo Jesualdo.


Finalmente, já no percurso de regresso, houve ainda tempo para praticar um dos passatempos do fim-de-semana. Depois do "Onde está o Wally?", eis que inventámos o "Onde está o Gil?". Pelo meio, espaço ainda para um verdadeiro exercício de aprendizagem, cortesia do Bruno, de respostas bruscas a indivíduos que nos abordam com o intuito de solicitar gratuitamente valores monetários ou géneros. Curiosamente achamos que se trata do mesmo leque de respostas que o Jesualdo merecia ouvir sempre que pedisse algo aos seus jogadores.

Este artigo é o primeiro de dois dedicados à nossa querida Sete Luas, pela simpatia e pela companhia com que nos brindou na nossa visita à cidade Inbicta. Segue-se um artigo sobre a temática do alojamento.

terça-feira, março 03, 2009

Parabenização especial


FELIZ ANIVERSÁRIO + 5 DIAS

CAETANO!!

Porque somos um blog original, aqui no do Katano parabenizamos o nosso fundador com uma margem de dias que nos garante que somos efectivamente os últimos, porque os últimos, diz o povo, são também os primeiros!

Desejamos-te um ano do katano, de realização pessoal e profissional, mas sobretudo de grande inspiração para nos deliciares com muitas e boas postas! E venham mais 100! :D

Da malta do Katano.

Turistas com piada

Os turistas que visitam a Torre dos Clérigos são, sem dúvida, pessoas com sentido de humor... No entanto, se forem tão bons a ler quanto são a escrever, a conclusão alternativa é que eles têm desculpa.

domingo, março 01, 2009

Valorização pessoal

"Na escola, quando temos uma nota baixa, esforçamo-nos para recuperar e até pagamos a explicadores. No mundo do trabalho, os empresários chamam-nos a atenção para as nossas fraquezas, referindo que temos de melhorar este e aquele aspecto.

Em suma, passamos a vida toda a investir naquilo em somos mais fracos e não investimos naquilo em que somos realmente bons".



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...