domingo, janeiro 30, 2011

Penjing - Construir uma paisagem com bonsai

O Penjing é um termo de origem chinesa que designa a arte de construir mini-paisagens com bonsai. De há uns tempos a esta parte, tenho vindo a aumentar a minha curiosidade por esse tipo de construção e, finalmente, tive ocasião de realizar uma primeira experiência no Kensho Bonsai Studio este fim-de-semana.

O objectivo era realizar um pequeno bosque, montado numa plataforma rochosa. Para o efeito escolhi um conjunto de buxos e para a base fiz uma construção com pedras de xisto.


O resultado provisório é o que se vê abaixo e digo provisório porque até à Primavera, a base irá ser bastante aperfeiçoada para a dotar de mais pormenores. Nessa altura publicarei um artigo mais extensivo sobre esta construção.

Agradecimentos:
Ao Márcio, sobretudo pela paciência
Ao Sr. Óscar por voluntariamente se ter oferecido para fotógrafo, tendo chegado a colocar em risco a sua integridade física. Quem disse que esta arte não é perigosa?

Presidenciais 2011 - Da feroz campanha da Abstenção à urna improvisada numa caixa de cartão

Este texto deveria ter sido publicado no decorrer da semana passada. No entanto, devido a situações diversas resultantes de factores vários, tal acabou por não acontecer. Seja como for, e porque não quero desperdiçar prosa que entretanto já tinha escrito, aqui fica o dito artigo, numa espécie de comemoração dos 7 dias das eleições.

Naquelas que foram provavelmente as eleições mais atribuladas da 3ª República, a abstenção não deu hipótese à concorrência, vencendo com maioria absoluta de 53% das preferências do eleitorado.

A explicação passa evidentemente pela disparidade no nível de atractividade dos diversos programas eleitorais. Enquanto os costumeiros políticos da nossa praça impingem programas eleitorais pouco interessantes, essencialmente baseados em acusações mútuas, a Abstenção promete bucólicos passeios dominicais, tentadoras idas ao shopping e uma tarde no sofá a assistir aos filmes familiares da TVI, algo que, convenhamos, consegue ser mais atractivo do que as propostas dos demais.Também não é muito motivadora a expectativa de ter de encarar um boletim de voto meio soturno, ao qual só faltam os dizeres "Agradecimento" e "Missa do 7º dia" ao lado da foto de cada um dos candidatos.

Houve ainda um factor adicional e inesperado que terá contribuído para empolar ainda mais este resultado. De todo o lado chegaram relatos de eleitores cujas intenções de voto esbarraram clamorosamente no mais insuspeito dos obstáculos: o furtivo e implacável Simplex! Pensando que a apresentação do dito Cartão do Cidadão (também conhecido entre os amigos como Cartão Único) bastaria para poder votar, depressa vários eleitores descobriram que estavam enganados. Sem hipótese de confirmar o seu número de eleitor, desanimados pelas filas e pela saturação dos serviços de informação na web, há quem diga que muitos foram vistos em desespero, pondo o seu Cartão do Cidadão à contra-luz ou esforçando a vista no holograma do dito, na tentativa de encontrarem o número mágico.

Quanto aos candidatos, Aníbal Cavaco Silva voltou a vencer por maioria absoluta. Com uma campanha em duas fases: primeiro de total inocuidade para, logo a seguir, apanhar tudo e todos de surpresa com a revolucionária ideia de ser o salvador de uma pátria tão nas lonas que não teria dinheiro para suportar uma segunda volta. Nestas eleições, Cavaco Silva até aproveitou para pulverizar alguns recordes, de tal forma que o epíteto de Cavaquistão deixou de ser propriedade de Viseu para passar para Vila Real, pelo menos por uma vez.

Curiosamente, terá sido na aldeia de Enxabarda, freguesia do Castelejo e concelho do Fundão, que se registou o seu melhor resultado de sempre eleitoral, já que o professor arrecadou a seu favor, nada mais, nada menos, que 100% dos votos. O facto desse resultado derivar, devido ao boicote da população, de um único voto da autoria de um idoso de 85 anos e depositado numa urna improvisada com uma embalagem de cartão de um termo-ventilador, é apenas um pormenor. Os números valem o que valem.

Quanto a Alegre, apesar de ter mostrado um profundo conhecimento das nuances obscuras do sistema bancário português, em claro contraste com a fraca capacidade de controlo das suas próprias finanças, acabou por ser o grande derrotado da noite. Numa altura em que já há gente que não controla o reflexo de cuspir para o chão quando ouve o nome de José Sócrates e quando o seu grande trunfo nas últimas eleições foi precisamente a ruptura com o PS, ter o actual Primeiro-Ministro a discursar nos seus comícios de campanha não foi nada inteligente. Será que o Manuel Alegre queria mesmo ganhar?

Relativamente a Fernando Nobre, o maior elogio que se lhe pode fazer é que obteve praticamente o mesmo resultado que o Pai da Democracia obtivera nas anteriores eleições, com a diferença do primeiro ter concorrido como independente. Preencheu os tempos de antena com a sigla AMI, atirou-se ao Cavaco, atirou-se ao Alegre e, não contente com isso, atirou-se na parte final da campanha à Comunicação Social.

Do lado do PCP, quem assumiu o ingrato papel de candidato foi Francisco Lopes. Findas as eleições, faço a mesma pergunta que fiz no início: Mas afinal quem é este indivíduo? Não sendo original nas suas críticas ao Governo, fez questão de dizer ao país que era o único dos candidatos que não estava comprometido. Só não ficou bem esclarecido se era de política que falava ou do seu estado civil.

Da Madeira chegou aquilo que muitos apelidaram de "lufada de ar fresco" desta campanha, embora me pareça estranho denominar de "ar fresco" uma atmosfera tão viciada com óxido nitroso. Sinceramente, tenho de dizer que, no momento em que José Coelho se descreveu como sendo o "Mourinho da Política", quase conseguiu o meu voto. Numa campanha toda ela irreverente, tentou convencer os portugueses de que Alberto João Jardim era o culpado de todos os males da nação, isto antes de ter decidido que seria mais prudente dizer também algo acerca de Cavaco Silva. Convenhamos, o seu programa político era extremamente interessante para os contribuintes: para resolver a crise, as medidas de austeridade eram uma completa parolice. Bastava desterrar Alberto João Jardim. Não consegui ainda assim ter mais votos que o somatório dos votos nulos e brancos.

Vindo do Alto Minho, Defensor Moura acabou por quedar-se pelo último lugar das preferências dos eleitores. Acabou extremamente prejudicado pelo facto do território português se estender um pouco mais para além do rio Cávado. Assim de repente não me recordo de mais nada para dizer sobre ele...


Frases fortes das Presidenciais 2011:

Cavaco Silva: "Não faço comentários!"
Manuel Alegre: "Sou péssimo gestor de mim próprio!"
Fernando Nobre: "As sondagens são uma vergonha!"
Francisco Lopes: "Sou o único que não está comprometido!"
José Coelho: "Sou o Mourinho da política!". "Ouvi dizer que mora aqui um senhor que gosta muito de submersíveis!". "O Alberto João Jardim é um ditador"... é melhor parar.
José Sócrates: "Quem fala em crise não é patriota!", ouviram senhores contribuintes?
Mário Soares: "..."
Eleitor comum: "Como assim, não consto deste caderno?"

Tenho esta sensação desagradável de que falta aqui alguém...

quinta-feira, janeiro 27, 2011

Lyoncifica o teu nome: Para quem quer ter um nome capaz de rivalizar com Lyonce Viiktórya

Desde que foi conhecido o nome que Luciana Abreu e Yannick Djaló decidiram dar à sua filha, Lyonce Viiktórya, uma verdadeira onda de choque abalou as redes sociais, disseminando comentários de estupefacção, indignação e uma miríade de piadas mais ou menos bem sucedidas.

A primeira "homenagem" à originalidade empregue na escolha do nome da pequena Lyonce a constituir um estrondoso sucesso, veio dos microfones da Rádio Comercial, na forma de uma adaptação de um sucesso musical de Verão (pelo menos em certos círculos). Com letra da autoria da fértil imaginação de Vasco Palmeirim, "Como se escreve o nome da criança" depressa se espalhou pelo ciberespaço, onde é ainda um dos links mais partilhados.



Mais recentemente, da parte da empresa de publicidade Torke 2.0, veio a público o site "Lyoncifica o teu nome", no qual é disponibilizada uma ferramenta que permite a qualquer utilizador, mediante a introdução do seu nome e apelido, ter uma ideia de como poderia ser o seu nome se tivesse como pais o casal Abreu-Djaló. O site está disponível no endereço: www.lyoncificaoteunome.com e até já mereceu honras de tempo de antena nos noticiários televisivos.


Curiosamente, foi ao visitar o site da Torke 2.0 que apanhámos a maior supresa pois o mesmo aparenta ter sido alvo de um ataque de hackers, que aproveitaram para ali deixar a sua marca. Este grupo que parece ser de origem turca, intitula-se The Kabus e terá sido já responsável pela autoria de cerca de 30.000 acções do género.


PS - Já agora, o nome Lyoncizado dos The Kabus é Thonce Kapapatoti

segunda-feira, janeiro 24, 2011

Este sim, é um voto nulo de categoria! Chuck Norris a presidente!

Há gente que se dá mesmo ao trabalho mas acredito que tenha animado, e muito, a noite dos diligentes responsáveis pela contagem de votos.

Foto disponibilizada pelo Tiago Rita

Em caso de perigo, procure uma saída emergente!

Enquanto não publicamos a nossa análise imparcialmente tendenciosa do acto eleitoral que ontem teve lugar, aproveitamos para publicar este pequeno e simpático apontamento fotográfico, recolhido ontem num estabelecimento comercial cujos proprietários são oriundos do Extremo Oriente.

Sim, sim! Estivemos de facto numa loja chinesa à procura de objectos de completa inutilidade dos quais precisávamos mas a busca revelou-se infrutífera. Nem imaginam o quanto é difícil encontrar uma rede de plástico, que não tenha anexados a si filamentos brilhantes, luzinhas patetas ou bonecos esquisitos, numa loja chinesa.

A prateleiras tantas, na secção de sinalética de aplicação diversa, encontrava-se este painel de indicação de saída emergente. Desconhecemos o seu propósito exacto mas talvez seja para colocação na escotilha de saída de um submarino.



sexta-feira, janeiro 21, 2011

Discos de vinil, disquetes, ... sem darmos por isso tornaram-se relíquias (vídeo)

Ao ver este vídeo não pude deixar de me sentir velho, a tal ponto que as madeixas grisalhas que me conferem um certo charme (colaborem comigo nisto, ok?), até ficaram mais acentuadas.

No vídeo, realizado numa escola francesa, um grupo de crianças é confrontado com alguns objectos que marcaram uma época, nomeadamente discos de vinil, disquetes de 5,25 '' (e vem-me agora à memória a minha passagem pelo Secundário onde ainda usei um computador Amstrad sem disco rígido e com dois leitores deste tipo de disquetes), entre outros. É-lhes então pedido que identifiquem o objecto em causa, dizendo para que servia.

As respostas, resultado de um misto de inocência e de imaginação, são fantásticas.


Querem um nome capaz de rivalizar com Lyonce Viiktórya Abreu Djaló? Obtenham-no aqui!


Para o site "Lyoncifica o teu nome", cliquem aqui.

Quando partilharam comigo o nome da filha recém-nascida do binómio Luciana Abreu - Yannick Djaló, a primeira resposta que me ocorreu foi "Então? Tens problemas no teclado?". Após várias insistências, convenci-me finalmente de que aquele é que era mesmo o nome da garota.

Não vou enveredar pela crítica fácil e censurar a escolha do nome para a pequena. Cada qual sabe de si e se um nome pretende ser uma etiqueta única de cada um, ao fim e ao cabo, o que os pais fizeram foi garantir que aquele rosto tenha de facto um nome que mais ninguém tem e dificilmente terá no Mundo.

Acrescento aliás que se os meus pais tivessem feito o mesmo aquando do meu registo, eu não teria tido os problemas que tive quando fui pedir o meu cartão de cidadão e constatei que, por termos exactamente o mesmo nome, o meu registo foi confundido com o de um indivíduo da zona da Marinha Grande.

Infelizmente, apesar das inegáveis vantagens de ter o nome que tem, e porque vivemos numa sociedade que consegue ser cruel e pouco compreensiva, a pequena Lyonce irá também, ao longo da vida, experimentar as desvantagens de ter o nome que tem. Calculam quantas vezes ela terá de ouvir expressões como "Quê?!", "Victória, o quê?", "Quantos iis?" ou ainda um cruel "Vá... Agora a sério!" de qualquer indivíduo menos escrupuloso.

E na escola? Conhecendo a ternurenta psicologia infantil e o que cada vez mais se ouve por aí, creio não ser descabido afirmar que a pequena Lyonce Viiktórya não demorará muito tempo até conhecer o pequeno e irrequieto Bullying Manuel.

Considerações à parte, e voltando um pouco atrás, após ter confirmado que a pequena tinha exactamente o nome que tinha, a surpresa foi substituída pela curiosidade em saber como é que os pais tinham chegado àquele nome. Várias hipóteses me ocorreram, desde uma sopa com massinha de letras, que circunstancialmente havia formado um alinhamento sugestivo até à adopção de um nome de personagens da space opera Star Wars que não havia sido usado na série de filmes.


Isto foi até descobrir que existe na web um curioso gerador de nomes "Star Wars" que, a partir de um pequeno conjunto de dados pessoais (nome, apelido, apelido de solteira da mãe, cidade de origem, marca do primeiro carro e último medicamento tomado), consegue gerar um nome bastante original... Tão ou mais que Lyonce Viiktórya.

Se quiserem experimentar, seja por curiosidade, seja por quererem baptizar o vosso próximo rebento com um nome capaz de rivalizar com Lyonce Viiktórya, têm obrigatoriamente de experimentar este gerador de nomes Star Wars.


quarta-feira, janeiro 19, 2011

Ricky Gervais parte a loiça toda na cerimónia dos Globos de Ouro 2011 (Vídeo)

Ricky Gervais era de há uns tempos a esta parte o habitual anfitrião da cerimónia de entrega dos Globos de Ouro, galardões que são uma espécie de barómetro dos Óscares mas com critérios algo duvidosos. Digo "era" porque, pelo que foi possível ver na cerimónia de entrega dos galardões, o comediante britânico decidiu partir a loiça toda, não se coibindo inclusive de lançar farpas à Hollywood Foreign Press Association, associação responsável pela organização dos Globos.

Ora, numa altura em que a HFPA tem vindo a ser alvo de acusações de manobras pouco claras tanto nas nomeações como na entrega dos prémios, este discurso caiu que nem uma bomba.
Mas não foi só a HFPA que teve a sua dose. Gervais disparou sobre tudo e todos, fazendo referência ao alcoolismo de Charlie Sheen, aos problemas com a lei e com as drogas que levaram Robert Downey Jr à prisão, a aversão da Igreja da Cientologia em relação à homossexualidade (referindo sem citar nomes que há dois cientologistas famosos que fingem ser heterossexuais), entre outros.

Uma coisa é certa, a cerimónia da entrega dos Globos de Ouro de 2011 foi tudo menos aborrecida...



Assalto a carrinha de transporte de valores rende 50 litros de gasóleo

Foi com grande violência que esta manhã, numa estrada erma da zona da Gardunha, um grupo de homens armados assaltou uma carrinha de transporte de valores. Felizmente não há feridos a registar mas a carrinha, essa, ficou sem pinga de gasóleo..

"Era gente que sabia ao que vinha e que tinha a lição bem estudada!". É com estas palavras que, ainda visivelmente emocionado, Teotónio (nome fictício), o motorista da carrinha, descreve o que se passou. Também Sesinando (nome fictício), outro funcionário que viajava na carrinha, não esconde a emoção. "Deviam ser uns 4 ou 5, todos armados e pareciam dispostos a tudo! Pensei que ia desta para melhor. Só conseguia pensar na minha mulher coitadinha, que está desempregada!".

Segundo Teotónio o ataque foi muito rápido e demonstrou uma preparação cuidada. "Obrigaram-nos a parar e, em menos de um fósforo, arrombaram a tampa do depósito e, com um tubinho, tiraram o gasóleo todo que devia ser à vontadinha uns 50 litros! Não ficou nem pinga! Até roubaram o meu isqueiro quando perceberam que era a gasolina e estava a ver que levavam também o Sesinando que, como não usou os toalhetes nas bombas de combustível, tinha as mãos a cheirar a gasóleo. Dos valores que estavam na carrinha nem quiseram saber!".

Procurámos contactar a Polícia Judiciária para obter uma declaração oficial mas desistimos quando nos foi dito que teríamos de pagar previamente a Taxa de Obtenção de Declarações Oficiais e que esta não é dedutível no IRS.

Seja como for, esta é sem dúvida uma notícia preocupante para as empresas de transporte de valores que poderão estar a braços com um novo tipo de ameaça.

Fotografia (editada com total ausência de bom gosto): Alentejo Magazine

terça-feira, janeiro 18, 2011

Tubarão morre após ataque de turista

Não. Não há qualquer erro no título. Esta notícia tem vindo a correr Mundo foi noticiada também em Portugal em alguns meios de comunicação social.

Segundo a história que tem vindo a ser contada, um turista sérvio, de nome Dragan Stevic, tornou-se um herói no Egipto após ter morto um tubarão branco com os próprios pés.

Como estava demasiado alcoolizado na altura para se conseguir lembrar do que aconteceu, foi o seu amigo Milovan Ubirapa quem contou tudo. Estavam numa praia egípcia quando Dragan avistou uma prancha de salto utilizada por mergulhadores. Pediu então ao seu amigo para lhe segurar a cerveja e, antes que alguém tenha tido oportunidade de reagir, correu para a prancha e saltou para o mar, aterrando em cheio na cabeça de um tubarão que, passadas algumas horas, seria encontrado morto não muito longe dali.

Seria de facto uma história fantástica... não fosse o facto de ser falsa. Aparentemente, alguém tomou como verídica esta história que foi originalmente publicada no site NJUZ.net, um site no qual é possível encontrar histórias tão mirabolantes como a que dá conta que, devido ao caos político no país, um turista sérvio foi eleito presidente da Tunísia. Um dos suspeitos poderá ser a Macedonian International News Agency.

Um beijinho à Sunita por esta dica ;)

quarta-feira, janeiro 12, 2011

Porque há mulheres que não dão valor ao romantismo masculino (Vídeo)

Haverá algo mais sensacional do que uma romântica ida a dois a fantástico jogo de futebol da Liga Belga em pleno boxing day (dia 26 de Dezembro) e, ao intervalo, pedir a namorada em casamento? A resposta é sim! Sobretudo se, em frente a todo o estádio e com transmissão televisiva em directo para todo o Mundo, a namorada recusar o pedido e mostrar na fuga subsequente os seus dotes de corrida, deixando de joelhos no relvado o desafortunado namorado.

Aconteceu no último dia 26 de Dezembro, no intervalo do jogo entre o Cercle de Brugges e o Standard de Liège e merece ser visto, apesar de não ter tradução. As imagens valem realmente por mil palavras. Observem a reacção de crescente incredulidade da, presumimos, actual ex-namorada do infeliz rejeitado. Aquele passo atrás no momento em que ele se ajoelha é magnífico!


Já agora, aproveito para dizer que o resultado final ficou em 1-0 para a equipa da casa.

segunda-feira, janeiro 10, 2011

Paralisia cerebral - Pedido de ajuda para as gémeas de Palvarinho


Foi com choque que tive conhecimento esta semana, através do Jornal do Fundão, da situação em que se encontram duas ex-alunas minhas, a Dina e da Vera, irmãs gémeas actualmente com 28 anos de idade, residentes na aldeia de Palvarinho, Castelo Branco.

Ambas sofrem de paralisia cerebral e de uma doença neurológica degenerativa, sendo que esta se começou a manifestar há 6 anos atrás, após a trágica morte do padrasto, num acidente de trabalho do qual as seguradoras se esquivaram ao pagamento. De então para cá o estado de saúde das irmãs foi-se degradando, afectando-lhes a mobilidade e autonomia de tal forma que agora apenas se conseguem deslocar em cadeiras de rodas e são obrigadas a usar fralda.

A família vive numa casa sem um mínimo de condições de acessibilidade e fracas condições de habitabilidade, sendo que a Vera tem de ser carregada pela mãe para o quarto no 1º andar, situação que já deu origem a várias quedas. A casa precisa pois de várias obras, desde a reparação do telhado até à construção de um quarto no rés-do-chão.

O dinheiro obviamente não chega para tudo e, apesar do apoio da Segurança Social ao qual se soma o parco salário da mãe, o dinheiro é canalizado para medicamentos, para a prestação do carro, que nesta altura é indispensável, e para a prestação mensal da APPACDM, pelo que qualquer ajuda será bem-vinda.

Para aqueles que quiserem contribuir, o agrupamento escolar Faria de Vasconcelos abriu uma conta solidária na Caixa de Crédito Agrícola Mútuo :

NIB 0045 4055 40241226495 98

Qualquer contributo, mesmo que modesto, será uma preciosa ajuda para esta família em dificuldades e será com certeza muito bem-vindo. Obrigado a todos.

quarta-feira, janeiro 05, 2011

Onde consultar os preços dos combustíveis e descobrir os mais baratos

Nos últimos dias, temo-nos visto obrigados a fazer mais uns furinhos no cinto, de modo a apertá-lo um bocadinho mais, correndo inclusive o risco de comprometer bom funcionamento do nosso tracto intestinal.

Se há sectores que fazem com que o contribuinte comum se sinta como uma das personagens coadjuvantes do arquitecto Tomás Taveira na longa metragem que fez sucesso nos anos 1980, um deles é sem dúvida o sector dos combustíveis, sector esse cuja política de preços subverte completamente o velho adágio popular, segundo o qual para baixo todos os santos ajudam.

Já anteriormente aqui havíamos deixado a referência a dois sites onde podem encontrar os combustíveis mais baratos mas, honrando o espírito de Serviço Público que de vez em quando nos move, voltamos aqui a fazer referência a eles.


Mais Gasolina


Na Internet desde 2005, é mantido pelo voluntariado dos seus webmasters e dos utilizadores registados, que vão actualizando os preços dos combustíveis dos postos de abastecimento das suas zonas de residência. Tem ainda um comparador de preços médios das principais gasolineiras sendo as mais caras a Galp, a BP e a Repsol. Disponibiliza ainda ferramentas para incorporar em dispositivos móveis. O site encontra-se em www.maisgasolina.com


Preço dos Combustíveis Online

Implementado pela Direcção Geral de Geologia em Fevereiro de 2009, este site permite a pesquisa de informação acerca dos postos de combustíveis segundo vários critérios, seja por pesquisa geográfica, seja por introdução de uma determinada rua (via Google Maps) ou ainda uma pesquisa mais criteriosa por tipo de combustível, marca ou tipo de posto.
O site encontra-se em www.precoscombustiveis.dgge.pt.

Será relevante cruzar informação dos dois sites para ter a certeza de que a informação está devidamente actualizada. Seja como for, são sem dúvida uma ferramenta extremamente útil no planeamento de uma viagem e, principalmente, na preservação do estado de saúde dos nossos bolsos. Experimentem e digam o que acharam.

segunda-feira, janeiro 03, 2011

Ainda o ano mal começou e já temos direito a um eclipse...


Quem for mais madrugador e tiver a sorte de ter um céu limpo, poderá amanhã assistir ao primeiro de 4 eclipses solares com que o ano de 2011 nos vai brindar, isto sem contarmos com o eclipse económico-financeiro, o eclipse social, o eclipse político... De todos estes, só o solar de amanhã e os últimos 3 serão visíveis em Portugal.

Assim, se amanhã, dia 4 de Janeiro, ao acordarem, tudo vos parecer mais escuro, é simplesmente porque o Sol estará parcialmente tapado pela Lua, sendo o fenómeno mais visível entre o nascer do Sol e as 9h, o que dará bastante jeito já que, tratando-se da hora do café, acabamos todos de assistir ao eclipse e depois tomamos um cafezinho (+ IVA) para ganhar coragem para o resto do dia.


Para mais informações, consultem o site do Ciência Hoje, que foi aliás de onde veio esta bela imagem que dá um certo aspecto de rigor científico a este artigo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...