quinta-feira, janeiro 25, 2007

E por falar nos Monty Python...

Sabem qual é a origem do termo SPAM?

SPAM
SPAM é a designação universal atribuída a correio electrónico. São mensagens enviadas em massa, sem o prévio consentimento do destinatário, para vários endereços em simultâneo e são quase sempre de teor comercial e publicitário.

Sim, isso eu já sei. E daí?...
Originalmente, SPAM, foi o nome dado a uma marca de presunto picante (Spieced Ham) enlatado fabricado por uma empresa norte-americana que vende o produto desde 1937. É curioso como o nome de uma marca de comida enlatada se tornou sinónimo de uma das piores pragas da Internet.

Presunto picante?!
Tudo se explica quando o grupo de comediantes Monty Python, num sketch de televisão “Monty Python´s Flying Circus” , na década de 70, encena uma cena surreal num restaurante em que todos os pratos do menu incluíam SPAM. A empregada de mesa descreve aos clientes os prato, repetindo a palavra “spam” para sinalizar a quantidade de presunto que é servida em cada prato. Enquanto ela repete “spam” várias vezes, ouve-se um coro de Vikings cantar uma canção, cuja letra se reduzia praticamente à palavra “spam”. Naquela cena, “spam”, era algo não desejado, que estava em todo o lado e dificultava a comunicação.

Então foram os sacanas dos Monty Python...
Assim, alguns utilizadores começaram a relacionar a irritante e repetitiva música “spam”, com as mensagens também irritantes e repetitivas que bombardeiam as nossas caixas de correio electrónico mandadas por alguns utilizadores que anunciam produtos ou ideias. Assim, entre o SPAM dos Monty Python e o SPAM que diariamente invade as nossas caixas do correio, só existe em comum o exagero e a insistência.


P.S.: A tradução em chinês é para quem não percebe inglês.

Fonte: Dicionário Digital.

quarta-feira, janeiro 24, 2007

Futebol filosófico

Sim! No blog do Katano também nós nos rendemos ao facilitismo que é postar simplesmente um vídeo em vez de uma complexa dissertação sobre um qualquer tema minimamente interessante.

Monthy Python e um exemplo de como por vezes o futebol pode ser um exercício de filosofia.

Acabei o post! Realmente assim é outra coisa... Começo a compreender muito "bloguista" que anda para aí.

domingo, janeiro 07, 2007

Adeus Rua da Cale - III

Bom, depois de um telefonema de profundo tom de indignação por parte do meu ex-senhorio a exigir saber onde estava uma tomada de antena de televisão e uma tampa de sanita que se encontravam (tempo passado no que se refere à tampa de sanita), creio que já posso dar por encerrado o capítulo da Rua da Cale.

Claro que seria talvez interessante salientar que eu havia desmontado a tomada de antena por indicação do próprio senhorio que na altura o recomendou pelo facto de a tomada não funcionar e ser necessária uma ligação directa. Por outro lado talvez fosse relevante fundamentar o facto de me ter livrado da velha tampa de sanita por questões de foro higiénico (nada de pessoal contra o prévio inquilino).

Mas pronto, o Sr Zé ficou satisfeito e isso é que interessa.

Chegou agora o capítulo da minha vida dedicado a uma zona mais nobre do Fundão... Eis a primeira imagem da vista que se pode contemplar a partir da minha varanda (Sim! Eu tenho uma varanda! E persianas também!).

Os mais atentos com certeza conseguirão perceber um espaço mais amplo embora ao fim e ao cabo pouco se altere: na Cale eu tinha a casa do Rato a tapar-me a vista e agora tenho aqueles dois monólitos Cutileirescos do suposto monumento à cereja a desempenhar o mesmo papel. Paciência, não se pode ter tudo!

quarta-feira, janeiro 03, 2007

Adeus Rua da Cale - II


Depois do último post sobre o tema, recebi uma missiva de protesto por parte da comissão de moradores e comerciantes da Baixa Cale reclamando do facto de estar a passar uma imagem muito negativa da rua e, como tal, estar a inibir o crescimento da sua densidade populacional e actividade comercial. Estranho foi também receber uma missiva da comissão de moradores e comerciantes de Alta Cale a protestar contra o facto de estarmos a aceitar missivas remetidas pela comissão de moradores e comerciantes da Baixa Cale.

Seja como e como não nos interessa minimamente prejudicar seja quem for (a não ser que se trate de um qualquer indivíduo microcéfalo que amíude tem dificuldades em demonstrar o seu carinho pela namorada de outra que forma que não seja pelo contacto brusco de uma mão fechada no queixo da dita cuja e possuídor de um canídeo não claustrofóbico com uma necessidade pertinente de brincadeira), o Blog do Katano declara ter o maior prazer em aqui apresentar um instantâneo que, qual verdadeiro postal a roçar a obra de arte, proclama bem alto o encanto dessa artéria mítica.

É de facto um instantâneo do Katano que nos permite observar a Rua da Cale por uma perspectiva diferente!

terça-feira, janeiro 02, 2007

Fundão - 1 de Janeiro de 2007, 00h00m


A multidão contempla maravilhada o grandioso espectáculo pirotécnico oferecido pela Câmara Municipal do Fundão para assinalar a chegada do novo ano.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...