sábado, junho 06, 2009

Home, o Mundo é a nossa casa
Números que dão que pensar


A RTP2 exibiu hoje o tão anunciado documentário "Home - O Mundo é a nossa casa", realizado por Yann Arthus-Bertrand, o qual tenta sensibilizar os espectadores para a urgência actual em mudar atitudes e mentalidades com vista à preservação do planeta que, por incúria e negligência, caminha para uma catástrofe ecológica.

Yann Arthus-Bertrand preside também à associação GoodPlanet.Org, associação sem fins lucrativos que ele próprio criou em 2005, com o objectivo de promover acções de sensibilização pública para a protecção ambiental e para contribuir com respostas concretas para a actual crise ecológica.

No final do documentário são enumerados alguns dados estatísticos que dão que pensar:

20% da população mundial consome 80% dos recursos disponíveis

Actualmente gasta-se 12 vezes mais em armas do que a ajudar países em desenvolvimento

5.000 pessoas morrem diariamente devido à poluição da água

1.000 milhões de pessoas não têm actualmente acesso a água potável

1 bilião de pessoas estão a morrer à fome

Mais de 50% dos cereais comercializados no mundo são usados para alimentar animais ou produzir bio-combustíveis

40% da terra arável está degradada

13 milhões de hectares de floresta desaparecem anualmente, isto é, uma área equivalente a 13 milhões de campos de futebol

1 em 4 mamiferos, 1 em 8 aves e 1 em 3 anfibios estão actualmente em risco de extinção.

3 quartos das zonas de pesca estão esgotadas, reduzidas ou correm esse risco

A temperatura média dos últimos 15 anos foi a mais alta de que há registo

A calota de gelo perdeu 40% da sua espessura nos últimos 40 anos

No ano de 2050 poderá haver no mínimo 200 milhões de refugiados devido às alterações climáticas

São certamente valores inquietantes e que merecem que cada um reflicta sobre as suas atitudes e sobre o que pode mudar para contribuir para a preservação do planeta. Às vezes bastam pequenos gestos e, já agora, alguma propaganda junto das pessoas mais próximas para esta causa.

Este documentário está disponível na íntegra no YouTube.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...