sábado, outubro 09, 2010

100 anos de República - Como a Revolução quase impediu este blogue de ver a luz do dia

Em plena alvorada da implantação da República, um homem caminhava em passo rápido pelas ruas inseguras da capital, envergando o uniforme que em regra vestiu durante os 5 anos em que esteve ao serviço da Cruz Vermelha. Beirão de gema, por isso muito longe de casa, o João sentia certamente a tensão que preenchia estas ruas que não eram as suas, e onde se fazia ouvir o eco dos disparos que iam anunciando a transição para uma nova era.

De repente, o João deu de caras com um grupo de populares, aderentes de última hora ao golpe de estado republicano que, ao vê-lo de uniforme pardo indistinto, o tomaram por um soldado das forças monárquicas. Movidos pela irracionalidade que caracteriza as multidões, desataram a correr na sua direcção, com intenções que só eles poderiam conhecer ao certo.

Temendo pela vida, o João desatou também ele a correr em busca de abrigo. Mais longe, alarmado por todo o alarido que se fazia ouvir na rua, um alfaiate veio à porta da sua loja para ver o que se passava. Vendo toda aquela gente, com um pequeno uniformizado à frente que, subitamente corria na sua direcção, o alfaiate recolheu-se rapidamente para trancar a porta atrás de si, não sem que antes o homem uniformizado, dando um vigoroso empurrão, tivesse conseguido entrar.

Ainda confuso e perante as súplicas que a sua inesperada visita lhe endereçava, o alfaiate trancou mesmo a porta antes que o grupo perseguidor chegasse. Sob a força das pancadas e do clamor que vinha da rua, a porta começava infelizmente a parecer uma barreira muito ténue e, temendo por si e pela sua propriedade, o alfaiate viu-se forçado a abrir a porta, deixando entrar o grupo furioso que procurava o João.

Ao aproximarem-se dele para o agarrarem, alguém a quem a fúria não cegara por completo reconheceu finalmente o inconfundível símbolo da Cruz Vermelha. Desfeito o equívoco, acabaram por libertar este homem e deixá-lo partir em paz.

O meu bisavô pôde assim regressar a casa para contar aos seus que, não só assistira a um dos capítulos mais importantes da nossa história, como também tinha participara nele de forma tão viva quanto involuntária.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...