terça-feira, setembro 22, 2009

Postais de Ciudad Rodrigo - Província de Salamanca

3 anos depois, uma comitiva do Blog do Katano resolveu novamente fazer uma incursão pelo extremo da Província de Salamanca com a desculpa de fazer um passeio turístico mas com o verdadeiro intuito de averiguar a que maquinações perversas se estavam a prestar os espanhóis para a eventualidade do PSD tomar o poder em Portugal.


O percurso passou por Siega Verde, uma importante estação de arte rupestre ao ar livre na margem esquerda do Rio Águeda junto a Villar de la Yegua. Aproveitando a última visita guiada do dia houve oportunidade para admirar 5 painéis interessantíssimos mas que, pela sua localização, nos colocaram à mercê dos mosquitos espanhóis. Posso afirmar com toda a segurança que um mosquito espanhol é um bicho feroz e particularmente obstinado, levando a que, enquanto o resto da comitiva ouvia atentamente as explicações do Carlos, o nosso simpático guia, o autor deste texto tivesse sido sujeito a uma experiência semelhante à de um paciente submetido ao processo de colheita de amostras de sangue por parte de um enfermeiro estagiário com astigmatismo.



Vários animais sobrepostos entre os quais se distingue um uro, o provável antepassado do actual touro de lide, e um lobo.



Detalhe da cabeça do uro




Depois das primeiras emoções, a comitiva prosseguiu para Ciudad Rodrigo apreciando a suave condução do Bruno Af que tem o condão de conseguir modificar em determinados momentos a cor do rosto dos passageiros do normal tom rosado para um cromatismo situado algures entre o esverdeado e o amarelo. Em Ciudad Rodrigo houve tempo para um passeio pelas muralhas, que circundam por completo o centro histórico, e nas quais se percebem ainda os danos provocados pelos terríveis combates da tomada da cidade aos franceses pela coligação das forças anglo-lusas e espanholas em 1812. A própria fachada da catedral encontra-se ainda danificada como resultado do bombardeamento a que foi sujeita.



O tom acastanhado está omnipresente nas fachadas da cidade


No castelo de Henrique II está actualmente instalado o Hotel Parador de Ciudad Rodrigo, um hotel de 4 estrelas cujo parque automóvel que se pode observar na zona de estacionamento diz bem do momento de crise em que nos encontramos. Nada de Porsches, nada de Ferraris, apenas BMWs e Rolls Royce. Junto ao castelo encontra-se um "berrão", uma estátua típica da civilização castreja, representando normalmente um porco, uma pista relevante que indicia a origem pré-romana de Ciudad Rodrigo, antiga Miróbriga. A importância da posterior influência romana na povoação está patente no próprio brasão da cidade que porta as 3 colunas sobreviventes do fórum da cidade.


O Castelo e o Berrão

Como portugueses que se prezem, decidimos dar azo aos nossos instintos primários de anti-espanholismo da pior forma que nos lembrámos e assim, dirigimo-nos até à Plaza Mayor de Ciudad Rodrigo para tomar café podendo assim dizer mal da qualidade do café espanhol.


Aspecto da Plaza Mayor - O Ayuntamiento.




Perfil do Castelo


Terminado o roteiro foi tempo de voltar a casa e experimentar a auto-estrada que, praticamente chega até Fuentes de Oñoro. Foi sem dúvida uma boa notícia uma vez que, sendo uma auto-estrada, será a partir de agora mais difícil proporcionar-se uma eventual situação meramente hipotética em que um qualquer membro feminino do Blog do Katano decida aumentar o nível de adrenalina dos passageiros efectuando uma ultrapassagem simultânea de dois camiões ignorando o facto de haver transito em sentido contrário.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...