sexta-feira, junho 26, 2009

Ele não estava já cadavérico há muito tempo?

"Acho que o nariz deve ter rejeitado o corpo". Foi com esta frase lacónica que o diligente funcionário que me serviu um café esta manhã comentou a grande notícia do dia, notícia essa que veio abafar completamente (e convenientemente para muitos) as notícias sobre a tensão social no Irão, a nacionalização "à la Hugo Chavez" da TVI e o não menos "Chavista" exercício de democracia do acto eleitoral do Benfica.

Confesso que me sinto um bocado indiferente a esta notícia até porque o Michael Jackson já não era O Michael Jackson, rei da música Pop, há muitos anos mas sim uma espécie de fantasma (para além da metáfora) paranóico, hipocondríaco e obsessivo que não fazia mal a uma mosca... a não ser que estas fossem de tenra idade.

Na sua carreira, Michael Jackson deixou um registo impressionante de feitos: record do Guiness de Entertainer mais bem sucedido de todos os tempos (entre muitos outros), 13 Grammys, 13 singles nº de vendas e mais de 750 milhões de discos vendidos em todo o Mundo (a vantagem de ter chegado ao top antes do E-Mule, Kazaa e dos Torrents).

Do seu legado fica também a divulgação e celebrização do Moonwalk:



...que apesar de tudo, ao contrário do que muita gente pensa não foi inventado por ele pois o primeiro registo data de 1955,


assim como a reinvenção do conceito de vídeo clip musical, parte implícita do sucesso dos seus temas, com uma espectacularidade inédita. Neste aspecto o meu favorito é o vídeo clip "Black and White".

Links relacionados:

Fotografia: Muito Pop

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...