segunda-feira, março 09, 2009

"Inbicta" do Katano - Qualidade de alojamento

Na sequência do artigo anterior dedicado à visita da Delegação do Blog do Katano à "mui nobre, sempre leal e invicta" cidade do Porto, e na sequência de inúmeros pedidos que nos chegaram, indagando sobre a veracidade dos rumores acerca da qualidade do resort onde ficámos alojados nessa mesma noite, publicamos aqui, em exclusivo, os instantâneos que ajudam a ilustrar bem o porquê de podermos afirmar que a excelência montou banca naquela unidade hoteleira.

Evitando referir as questões que nos foram colocadas à chegada pela proprietária do estabelecimento, sobre a natureza das relações entre os membros da comitiva para, assim, poder confirmar se a mesma estava conforme as regras tradicionais de moral e bons costumes, passamos já a apresentar os instantâneos:


Sendo prova de que se cumprem regras de higiene, num ambiente descontraído e familiar, os lençóis pendurados na escadaria ajudam, ao mesmo tempo, a compor uma decoração leve e agradável.



O prazer de usufruir de uma climatização e ventilação naturais, sem gases nocivos para a camada de Ozono, é sintetizado pela simpática rusticidade de uma janela suportada por uma pequena garrafa de cerveja mini. 


Se por vezes os tapetes não são confortáveis o suficiente e a sua textura e aparência se constituem num tratado de monotonia, este exemplar prova as vantagens da inclusão de fungos na sua constituição. Aumentando a sua espessura, o tapete fica desde logo mais confortável, porque não dizê-lo mesmo "mais fofinho" e, ao mesmo tempo, ganha um padrão esteticamente mais interessante.


A prova de que a unidade hoteleira em questão se preocupa com a constante actualização da sua decoração, o letreiro "Pintado de Fresco" é ao mesmo tempo um hino à Língua Portuguesa pois não apresenta qualquer erro ortográfico. O autor deste aviso é por isso menos um suspeito na interminável lista de possíveis autores do software que equipa o Magalhães.

Por outro lado, as pinturas no local também vieram trazer alguma emoção e expectativa à Comitiva do Katano já que alguns, pela intensidade da qualidade aromática que emanava da tinta, chegaram mesmo a apostar que, por acção dos vapores, iriam ter a possibilidade de privar com o Elvis Presley nesse noite.


Resta pois à Comitiva, reconhecer o simpático tratamento que nos foi dispensado e, last but not the least, agradecer a fantástica dica da Sete Luas sem a qual não teríamos descoberto esta pérola da hotelaria portuguesa.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...