quarta-feira, março 04, 2009

Inbicta do Katano

No fim-de-semana passada, o Blog do Katano foi à Cidade Inbicta! Embora não tenhamos ido comunicar aos portuenses que de ser Invicta a cidade não se pode gabar (o General Soult que o diga), isto porque não queríamos deixar ninguém deprimido, aproveitamos sim para nos dedicar a um intenso fim-de-semana de cultura.


Estádio do Dragão, Sábado à noite. A ocasião era boa demais para perder a oportunidade de ver Jesualdo Ferreira em acção, praticando toda a sagacidade táctica e a arguta capacidade de análise que o caracteriza. A estratégia foi de facto brilhante: deixar passar o tempo e esperar por um auto-golo do Polga que, infelizmente, voltou a desiludir.

PS - Após o jogo, foram efectuadas várias simulações no Football Manager com os mesmos jogadores e várias tácticas. Em todas elas o FCPorto ganhou por larga margem e, numa delas, o Polga marcou mesmo auto-golo.



Coliseu do Porto, Domingo de manhã. O prato forte da visita! No âmbito dos Concertos Promenade, a Ana voltou a mostrar que é uma artista de categoria sendo particularmente bem acompanhada pelo coro da AMVC numa interpretação das Danças da obra "Príncipe Igor" de Borodin. Uma actuação de categoria que inclusive levou o analista/cronista do Zé do Boné a referir que "estes sim estiveram bem afinados ao contrário dos outros ontem no Estádio do Dragão". Outro testemunho, de fonte anónima, não escondeu alguma surpresa perante o espectáculo: "Já acabou? Podemos ir à bucha?"


Torre dos Clérigos, Domingo após a bucha, a fantástica vista a 360º que se avista, após trepar os cerca de 200 degraus, é no mínimo inspiradora. Deslumbrados com a paisagem não pudemos deixar de colocar ao nosso mais íntimo ser a questão: será que deveríamos oferecer o Football Manager ao Jesualdo?


Um pormenor curioso virado para o mar, talvez para os Açores, essa região autónoma recheada de clubes que mereciam ser treinados pelo Jesualdo.


Finalmente, já no percurso de regresso, houve ainda tempo para praticar um dos passatempos do fim-de-semana. Depois do "Onde está o Wally?", eis que inventámos o "Onde está o Gil?". Pelo meio, espaço ainda para um verdadeiro exercício de aprendizagem, cortesia do Bruno, de respostas bruscas a indivíduos que nos abordam com o intuito de solicitar gratuitamente valores monetários ou géneros. Curiosamente achamos que se trata do mesmo leque de respostas que o Jesualdo merecia ouvir sempre que pedisse algo aos seus jogadores.

Este artigo é o primeiro de dois dedicados à nossa querida Sete Luas, pela simpatia e pela companhia com que nos brindou na nossa visita à cidade Inbicta. Segue-se um artigo sobre a temática do alojamento.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...