quarta-feira, janeiro 18, 2006

Newton e os horóscopos

"Os nativos do signo Virgem são muito organizados!"

"Olha que espanto... sempre tive noção que os virgens têm tudo no sítio..."

Este foi um excerto de um diálogo que tive anteontem com uma pessoa que acredita piamente na influência dos astros na vida humana. Pessoalmente, sou um bocado céptico em relação à importância dessa influência e o próprio sentido e contexto dos textos dos horóscopos ajuda à minha descrença: frases vagas e redundantes que conseguem ser aplicadas a praticamente tudo o que nos acontece. Experimentem ler a mesma previsão diária do horóscopo todos os dias do ano e verão que se aplica a todos eles.

Por outro lado, convém interrogarmo-nos sobre qual será a natureza da influência dos astros no ser humano. Luz? Pouco provável... não é costume efectuarem-se partos no quintal. Ainda assim, a iluminação artificial das ruas teria uma maior influência sobre os recém nascidos.

"Olá! Eu sou o David e sou do signo OSRAM com ascendente de 80 Watts!", poderia ser neste caso muito mais adequado.

Não será também de todo descabido perguntarmo-nos se essa influência não será explicada pelas leis de Newton no que diz respeito às forças gravitacionais. É sabido que "Qualquer corpo, exerce sobre outro uma força de atracção" naquilo que vulgarmente é designado por Força da Gravidade, o que poderia ser uma boa explicação já que, ao fim e ao cabo, o Universo é uma intrincada malha de equilíbrio gravitacional.

Ainda assim, considerando a massa dos corpos e a distância a que eles se encontram, é um facto que exercem maior influência sobre o recém-nascido as massas dos corpos dos médicos e enfermeiros presentes na sala aquando do parto.

"Olá! Eu sou o David, sou do signo Zé Monteiro com ascendente de Maria Suzete e como a Etelvina se encontrava no 2º quadrante dos arrumos a varrer o chão, tenho uma tendência quase fanática por higiene."

Era de valor!

2 comentários:

Claudia disse...

Hmm... prefiro pensar que tenho influencia virginiana em vez de pensar que fui influenciada pelo mau feitio da enfermeira que não me fez nascer...
É como Deus. N sabemos nem vimos nada, mas é bonito pensar nisso.

Caetano disse...

É bonito pensar nisso... salvo seja! A ideia de haver um sujeito, que eu não sei quem é, que está em todo o lado não me agrada. Nunca me sinto à vontade quando vou tomar banho!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...