terça-feira, novembro 29, 2011

Como evitar as portagens na A23 entre Torres Novas e Castelo Branco

 

Como prometido, na continuação do artigo anterior onde apresentei as alternativas à A23 entre Castelo Branco e Guarda (clicar aqui para ler), apresento-vos hoje os mapas de localização dos troços pagos no troço Castelo Branco – Torres Novas.

Não tive ocasião ainda de testar algumas das sugestões de alternativa. Sendo assim, estou receptivo a sugestões que possam ajudar a optimizar o percurso para que este seja efectuado na forma mais económica possível.

Este artigo utiliza os preços de referência que se encontravam afixados junto aos pórticos até há cerca de duas semanas atrás e que a empresa concessionária fez questão de tapar.

Troço 1 - Torres Novas – Abrantes Oeste
Nº de pórticos: 3 – Custo total: 3,30€ (1,20€ + 1,10€ + 1,00€)

Para quem viajar de Torres Novas para Abrantes, a “fuga” à A23 obrigará a passar por algumas localidades, sendo que o mais inconveniente será mesmo a passagem pelo Entroncamento. No resto, saindo da A1, a tal autoestrada que é mais barata que a A23 porque no interior o rendimento per capita é de 60% da média nacional e a riqueza está concentrada no litoral (não fui eu quem inventou esta lógica), é necessário sair logo na primeira saída, a da Zibreira, seguindo depois pela Variante em direcção a Torres Novas, onde se poderá entrar novamente na A23 até ao Entroncamento.

Entrando no Entroncamento (cuidado com os fenómenos!), a opção é atravessa a povoação, rumo a Este, até ao IC3 que leva de novo à A23, no nó de Atalaia. Daqui até ao nó de Constância Centro não se encontram mais portagens.

Entre este último nó e Montalvo há mais um pórtico pelo que se deverá deixar a A23 no nó de Constância Centro e seguir para Oeste, circundando a povoação de Montalvo. De novo na A23, segue-se um curto percurso até Abrantes Oeste onde se deverá novamente deixar a A23, entrando em Abrantes.

 Clicar para abrir o mapa e depois usar o zoom para ver melhor1-TN-MONTALVO

 

Troço 2 - Abrantes Oeste - Envendos
Nº de pórticos: 3 – Custo total: 3,65€ (1,10€ + 1,30€ + 1,25€)

Atravessando Abrantes, deve-se apanhar a N2 para entrar novamente na A23 no nó de Abrantes Oeste, viajando depois até Mouriscas (Quem se lembra dos tempos em que a autoestrada aqui terminava?). Simbolicamente, deve-se sair outra vez em Mouriscas, seguindo a N358 e virando depois no sentido de Alvega-Ortiga, passando pelo Outerinho. A estrada aqui poderá não ser muito boa… O regresso à A23 faz-se no nó de Mação via N3-12, para voltar a sair na saída 13, no nó de Belver / Gavião.

A minha sugestão é seguir pela N3 até Vale de Coelho e, embora no mapa se proponha a EM 597 até ao nó 14 da A23, a escolha mais adequada será talvez seguir pela N3 até Envendos, voltando depois para a A23 pela N359.

Clicar para abrir o mapa e depois usar o zoom para ver melhor

2-MONTALVO-ENVENDOS

 

Troço 3 – Envendos – Perdigão (Sertã)
Nº de pórticos: 1 – Custo total: 1,35

Num troço relativamente “pacífico”, tendo entrado no acesso 14 em Envendos, só será necessário sair no nó de Fratel (17), seguindo depois rumo a Vilar de Boi e depois até ao nó de Perdigão, um pouco mais à frente. Daqui até ao nó de Vila Velha de Ródão é um pulinho… infelizmente. 

3-ENVENDOS-FIGFOZ

 

Troço 4 – Perdigão (Sertã) – Retaxo /Sarnadas
Nº de pórticos: 2 – Custo total: 2,35€ (1,45€ + 0,90€)

A partir de Vila Velha de Ródão, a alternativa mais lógica será a N3 até Castelo Branco, passando perto de Vale do Homem e por Sarnadas, rumo a Castelo Branco. Confesso que não passo por aqui há já muito tempo mas presumo que seja muito melhor que as alternativas anteriores na zona de Envendos.

Chegados a Castelo Branco e rumando para Norte, será muito mais fácil circular pelas alternativas aos troços portajados da A23 do que o foi até aqui.

4-FIGFOZ-RETAXO 

Resumindo:

Não é tão fácil fazer o percurso entre Torres Novas e Castelo Branco como o é entre Castelo Branco e a Guarda, em termos de alternativas. Estradas sinuosas e passagem pelo centro de localidades poderão levar-nos a pensar duas vezes em relação a optar ou não pelas “alternativas”, até porque os preços dos pórticos, quando analisados individualmente, parecem não ser tão relevantes.

No entanto, não se esqueçam que neste percurso se encontram 11 pórticos, para um total de portagens de 10,65€, e isto para veículos de Classe 1! Para um percurso de ida e volta estão em jogo 21,30€, mais combustível!

Sintam-se livres de sugerir alternativas às que foram aqui apresentadas. Serão muito bem-vindas e com certeza preciosas para amenizar a distância a que o Interior se acha novamente do poder central.

Mapa completo

Clicar no mapa para abrir. Em seguida poderá usar a função de zoom
CB_TN
 

Leitura obrigatória:

Os preços das portagens de Abrantes até à Guarda

Como evitar as portagens na A23 entre a Guarda e Castelo Branco

Leiam! Partilhem! Já basta basta de abuso!

2 comentários:

ana disse...

Os meus parabéns! Está muito bom! E para a A25 não há por aí nada?

Anónimo disse...

Vou postalo no meu blog, se não há problema.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...