quinta-feira, junho 02, 2011

Televisão Digital Terrestre (TDT) vs Zon

Desde que foi anunciado o fim para a transmissão do sinal analógico de televisão, as operadoras de televisão por cabo viram abrir-se uma tremenda janela de oportunidade para angariação de novos clientes. No entanto, nem sempre a ética e as boas práticas são compatíveis com a ânsia de atingir objectivos comerciais.

Em Alenquer, por exemplo, zona onde a 12 de Maio último o sinal analógico foi definitivamente desligado, muitos consumidores terão sido iludidos pela Zon, que terá transmitido a ideia de que o fim do sinal analógico correspondia ao fim da transmissão televisiva em sinal aberto e que a única solução seria a opção por uma subscrição de televisão por cabo. Esta situação levou mesmo a Anacom a processar a empresa mas, pelos vistos, a Zon não foi a única a ter uma prática incorrecta.

Ora bem, há alguns dias atrás fui surpreendido no meu local de trabalho por um telefonema de uma comercial da Zon que começou por me perguntar se na empresa tínhamos televisão. Rindo, disse-lhe que não tínhamos televisão e que, por outro lado, a televisão também não era encarada como um instrumento essencial de produtividade da empresa (excepto no último Campeonato do Mundo onde, para elevar os níveis de moral de modo a reforçar a produtividade, fomos forçados a suspender a laboração para podermos ir assistir aos jogos da Selecção Nacional nas instalações domésticas da minha entidade patronal, mas claro, isso não mencionei à senhora da Zon).

A senhora não desarmou e quis saber se em minha casa tinha algum serviço de televisão ou se tinha apenas os 4 canais em sinal aberto, reforçando que seria do meu interesse mudar porque em breve o sinal seria também desligado. Acrescentou que eu teria depois de comprar uma box descodificadora que no mínimo me custaria 40€ mas que, se eu recorresse à Zon, teria direito à box e a respectiva instalação completamente grátis (o que contraria os anúncios da própria Zon de que a instalação custa 25,63€).

Um bom exemplo de publicidade enganosa!

Fiz então questão de relembrar à senhora que, mesmo apesar da oferta inicial, a contratação dos serviços da Zon envolveria sempre o pagamento subsequente de uma mensalidade, cujo valor acumulado rapidamente excederia os tais 40€, acabando por ser desvantajoso já que, ao contrário da televisão por cabo, a Televisão Digital Terrestre é gratuita.

A resposta foi: "Ah mas temos um pacote de canais baratinho que só custa 13€!", procurando estabelecer uma comparação entre um valor a pagar por mês de 13€ e um valor pontual pago uma única vez, no montante de 40€. Como eu respondi que após 4 meses isso já seria mais caro que a TDT, optou por destacar que iria com isso ter direito a vários canais de televisão ao contrário da TDT que apenas tem os 4 "tradicionais".

Seguiu-se um ainda apreciável desfilar de vantagens da adesão à Zon em relação à compra de um descodificador de TDT mas, invariavelmente, a sua argumentação esbarrou na minha intransigência e após alguns minutos, o telefonema chegou ao fim sem que senhora tivesse conseguido os seus intentos.


A Televisão Digital Terrestre é grátis*!

Que queiram vender um serviço de televisão paga pela diversidade e quantidade de canais ainda vá, agora, tentarem sequer fazer perceber que é mais vantajoso em termos económicos do que a adesão à TDT é uma completa falácia.

A TDT destina-se simplesmente a substituir o antigo sinal analógico, segundo a UE para obter um melhor aproveitamento das frequências electromagnéticas, ao mesmo tempo que oferece serviços de interação com a televisão impossíveis na antiga transmissão.


Para saberem tudo sobre a TDT informem-se neste site!

* Isto se não considerarmos a obrigatória taxa audiovisual que todos os meses vem incluída na factura de electricidade que na prática é apenas mais um imposto.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...