segunda-feira, março 15, 2010

Morreu Peter Graves... Good Bye, Jim

Este género de notícias é duplamente desagradável. Se por um lado temos evidentemente o lado humano da questão e o de um homem que falece, por outro aquilo que nos atinge, quiçá num assomo de egoísmo, é a dura constatação de que estamos irremediavelmente a ficar mais velhos.

Que diabos! Parece que ainda estou a recordar as minhas tardes televisivas da TF1, algures pelos meados dos anos 1980, em que Peter Graves encarnava o mítico Jim Phelps na série clássica Missão Impossível e, afinal, já passaram quase 30 anos. Ao fim e ao cabo, creio que o que nos preocupa realmente neste género de notícias não é a perda humana em si mas mais aquele pedaço da nossa infância ou juventude que subitamente se vai.

Peter Graves esteve presente em alguns dos momentos altos da minha juventude, é um facto. Para além, como já referi atrás, ter interpretado o papel do mítico Jim Phelps na ainda mais mítica série "Mission Impossible", personagem que aliás foi subvertida com total e imperdoável despudor só para fazer o Tom Cruise parecer um tipo porreiro, Graves começou por combater os Draconians na série Buck Rogers no século XXV, tendo ainda interpretado o inenarrável Comandante Clarence Oveur em Aeroplano I e II, isto como papéis salientes de uma extensa carreira.

Cena do filme Aeroplano com Peter Graves (Comandante Oveur), Kareem Abdul-Jabbar (Co-piloto Roger) e outro actor que faz de Victor. A confusão que se estabelece durante a comunicação com a torre de controlo para a descolagem do avião é deliciosa.

Fica pois a sentida homenagem a Peter Graves (o apelido é aqui uma mórbida ironia), que consigo leva parte da minha juventude. Good bye Jim.



Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...