segunda-feira, abril 28, 2008

Grande convívio Taska Force & República do Katano - Carrapichana 2008

Decorreu em grande pompa e circunstância o primeiro grande convívio Taska Force & República do Katano do ano civil de 2008 que, desta vez, decorreu na Carrapichana, concelho de Celorico da Beira e cuja grande novidade foi a presença da representante minhota do Blog do Katano, conhecida em certos círculos como "Kataninha" (Vidal dixit), embora a estrela maior tenha sido sem dúvida o pequeno Tomás.


O certame teve início no famoso restaurante "Escorropicha Ana", restaurante que acaba por constituir um completo mistério. Se é verdade que já sabemos o que significa "Escorropichar" (do verbo Escorropichar, sinónimo de encher o copo até precisar de ser sorvido para não derramar), ainda desconhecemos quem é a Ana (a do restaurante) e porque é que o restaurante é famoso e o que leva a que, ao fim de semana, só haja lugar mediante reserva.


Poderão eventualmente rotular este vosso devoto autor de crítico descontrolado mas confesso que me faz confusão ver 1,5 dose de medalhões de vitela consistir numa telha na qual se dispõem migas de couve pouco maiores que 1 punho, acompanhadas por 3 medalhões e 4 batatas assadas de volumetria pouco superior à de testículos de um qualquer mamífero de porte pouco inferior ao de um canídeo.


Safaram-se no entanto os buffets de entradas e de sobremesa embora com os primeiros tenha havido o lapso de se terem facturado 8 em vez de 5.


No que diz respeito ao convívio, após uma fase de actualização noticiosa mútua, tivemos a oportunidade de assistir a um workshop de mecânica e montagem de veículos monolugares não motorizados, cortesia do Visconde, que durou cerca de 15 minutos, após o que se seguiu um verdadeiro regabofe tertuliano de temática diversa.


No final da refeição, que atrasou um pouco devido à indecisão do Vidal perante a panóplia de aguardentes, a gerência brindou-nos com uma factura capaz de rivalizar com a Dívida Externa, e que obrigou a uma certa engenharia financeira para divisão dos custos.



A etapa seguinte foi a aldeia histórica de Linhares onde a visita ao Castelo foi realizada apenas pela comitiva do Blog do Katano, enquanto os restantes participantes do certame se dedicaram à degustação das bebidas típicas locais, a saber, cerveja Sagres e Super Bock nas suas variantes média e mini.



No final, para satisfação geral (ou não), a situação metereológica era favorável às viagens de regresso, (salientando-se a ausência de nevoeiro que poderia dificultar a ligação a Àgueda) pelo que o regresso da comitiva Do Katano se fez pelo maciço central da Serra da Estrela.

Aguarda-se com ansiedade a realização do próximo certame que poderá ocorrer no Fundão... ou então em Viana do Castelo... ou mesmo noutro local qualquer.




PS 1 - Vidal, quero fotos para acrescentar a este post e não quero esperar 2 anos se faz favor.


PS 2 - Caríssimos, eis, no instantâneo abaixo, o aspecto de um crepe havaiano da autoria deste vosso humilde camarada (o instantâneo e o crepe).



6 comentários:

São Rosas disse...

Belo mamilo, o teu crepe!

Visconde disse...

Ainda trago o bandulho cheio de tanta comida, ou seria bebida...!!! Bem, não interessa, o importante foi mesmo o convivio.

PS - Numa espécie de operação coração, a junta de salvação da TF e RK abriu uma conta na CGD para angariar fundos que possam ajudar à liquidação dos sacanas dos medalhões.

Caetano disse...

São Rosas, sua doida, espera até veres a versão clítoris. :P

Visconde, eu já comecei a ir de porta em porta com a bela da caixa peitoral cilíndrica efectuar o peditório. Se resultou com a Instituição, há de resultar connosco.

São Rosas disse...

Já estou comichosa por antecipa... São.

Caetano disse...

Quando eu confeccionar a iguaria colocarei a foto e receita no blog porcalhoto ;) Beijoca na passaroca

São Rosas disse...

Vou fazer dieta até lá...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...