sexta-feira, fevereiro 08, 2008

Memórias de Verdun



Foi-me gentilmente enviado por correio o suplemento do jornal Est Republicain de 11 de Novembro último no qual é publicada uma reportagem sobre o Ossário de Douaumont, na região de Verdun.

Entre outras histórias, conta-se a de Henry Gunther, soldado do 313º Regimento de Infantaria e último americano morto na primeira Guerra Mundial, que caiu crivado por balas de uma metralhadora alemã, um minuto antes do fim dos combates.

Ex-funcionário do Banco de Baltimore, Henry Gunther desembarcou em França em Julho de 1918, tendo desde cedo manifestado o seu descontentamento e oposição em relação ao conflito nas suas cartas, que sempre foram alvo da censura prévia que verificava as missivas antes de serem expedidas, facto que depois lhe valeu uma repreensão por parte dos seus superiores.

Talvez por isso, procurando redimir-se, carregou com um camarada sobre uma posição alemã de baioneta em riste. Se numa primeira instância os alemães optaram por disparar sobre as cabeças dos americanos, facto que levou a que estes se lançassem ao chão, na segunda investida ambos foram abatidos pelas metralhadoras alemãs. Eram 10h59m.

Às 11h entrava em vigor o armistício e chegava ao fim a Primeira Grande Guerra.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...