quinta-feira, setembro 12, 2013

Pequeno manifesto sobre a minha participação nas eleições autárquicas


Este ano, pela primeira vez, farei parte de uma das inúmeras listas concorrentes às eleições autárquicas de dia 29 de Setembro, concretamente na lista da CDU que concorre à Assembleia de Freguesia da nova união de freguesias sediada no Fundão.

Esta participação surgiu na sequência um convite que me foi feito por pessoas pelas quais tenho grande consideração. Ainda assim, não foi uma decisão tomada de ânimo leve mas sim após uma profunda reflexão e, como geralmente gosto de fazer, após pedir a opinião daqueles que me são mais próximos, apesar de a maioria me ter aconselhado a não me meter nestas lides.

Embora em termos de ideologia me posicione mais à esquerda, não sou decididamente apologista do comunismo mas concordo com a ideia de que o PCP é um partido que cumpre uma função social bastante importante. Não me enquadrando na sua ideologia, também não acredito que as ideologias tenham de ser estanques e é possível encontrar ideias interessantes, seja à esquerda ou à direita. Que diabo! Até o Bloco de Esquerda consegue apresentar ideias que acho interessantes, no meio tanto ser "do contra". Já agora, antes que daí advenha alguma consequência, gostaria de deixar bem claro que esta última frase não foi de modo algum um piropo. 

A nível local, contudo, sempre defendi que, mais que as ideologias, o que vale são as pessoas, a sua capacidade e vontade de trabalhar. Isso sim terá sempre de ser valorizado acima de tudo.

Por outro lado, a perspectiva de poder contribuir de forma activa para a comunidade, seja através de trabalho ou, na pior das hipóteses, através da participação no debate de ideias, apresentou-se como um argumento de peso ao qual era impossível ficar indiferente.

Foi por isso, considerando todos estes factores, que decidi aceitar o convite, esperando poder dar o meu contributo activo a este fantástico cantinho da Cova da Beira a partir do próximo dia 29. Tenho a certeza que será uma experiência interessante e gratificante. Contudo, como em eleições os resultados nunca são certos, o meu sincero desejo enquanto cidadão é que, independentemente de quem seja eleito, a população possa contar com uma Junta de Freguesia empenhada e activa. 

Post Scriptum (por extenso, para evitar confusões) - Curiosamente, acabei mais tarde por receber um outro convite para integrar uma lista, vindo de outra freguesia e -lá está!- com outra conotação partidária. Por ter já dado o meu sim à CDU, acabei inevitavelmente por recusar este convite mas era também uma proposta muito interessante uma vez que se trata de um grupo que tem desenvolvido um trabalho digno de registo e ao qual desejo as maiores felicidades.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...