sexta-feira, maio 24, 2013

Palavras de Miguel Sousa Tavares foram inspiração de São Gens

Está a fazer furor a entrevista de Miguel Sousa Tavares ao Jornal de Negócios, hoje publicada, na qual o escritor comparou o presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, a um palhaço. Na entrevista, centrada no seu último livro intitulada "Madrugada Suja", MST referiu a dada altura que 

"O pior que nos pode acontecer é um Beppe Grillo, um Sidónio Pais. Mas não por via militar. Nós já temos um palhaço. Chama-se Cavaco Silva. Muito pior do que isso, é difícil.".

Quem não achou piada a isto foi o próprio Cavaco Silva, tendo já solicitado à Procuradoria Geral da República que analise as palavras do escritor à luz do artigo 328º do Código Penal, que prevê penas de 6 meses a 3 anos e multa não inferior a 60 dias para quem injuriar o Presidente da República por escrito.

Esta situação acaba por ter o seu quê de ironia e até de injustiça visto que, antes de eventualmente ter sido injuriado por MST, Cavaco Silva tinha vindo já a realizar um trabalho deveras interessante no que diz respeito ao denegrir a imagem da Presidência da República aos olhos dos portugueses. 

Há no entanto outra questão que Aníbal Cavaco Silva parece estar a desconsiderar e que é a possibilidade de intervenção divina neste caso. Se o resultado da 7ª avaliação da Troika foi, segundo ele, inspiração de Nossa Senhora de Fátima, quem nos garante que esta declaração de Miguel Sousa Tavares não terá sido inspiração de São Gens (de Roma), o santo patrono dos actores, músicos, humoristas, advogados (!!!) e... palhaços?

Imagem: Histórias com Carlitos

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...