quarta-feira, novembro 28, 2012

Depois do iPad, iPad2 e iPad Mini virá o...iPad Mini Mega Micro Max?!

Depois do iPad veio o iPad 2. Depois do iPad 2 veio o iPad Mini. Há dias, Conan O'Brien decidiu antecipar os novos revolucionários lançamentos da Apple e apresentou toda uma nova gama de iPads.

Trata-se de uma excelente paródia às políticas de produto e de marketing da Apple, que vale a pena ver. Eu próprio confesso que, após visionar este vídeo, não consegui deixar de sentir um irracional apelo consumista em relação ao iPad Mini Mega Micro Max, quiçá até ligeiramente mais intenso do que aquele que sentia quando, nos idos anos de 1980, visionava as publicidades da época natalícia dos bonecos do GI-Joe e dos Transformers.


terça-feira, novembro 27, 2012

Ainda o festival "Míscaros" - Alcaide em destaque no Público


O recente festival Míscaros, na aldeia do Alcaide, é o tema de uma reportagem assinada por Alexandra Prado Coelho no suplemento Fugas, do Jornal Público, dividindo o protagonismo com a Serra de Sintra dentro da temática da micologia. 

Partindo do passeio micológico (no qual participámos - recordar aqui), a autora leva os leitores à descoberta, não só dos sabores dos cogumelos, mas também da própria aldeia do Alcaide.

No artigo dá-se também eco ao potencial dos cogumelos como factor de desenvolvimento económico, numa estratégia de divulgação dos produtos endógenos, corporizada na intenção de criar um centro de recolha e distribuição de cogumelos, um mercado que no concelho do Fundão pode valer cerca de 15 milhões de euros por ano, sendo que a maior parte desse valor fica em Espanha, segundo Paulo Fernandes, presidente da Câmara Municipal do Fundão.

A criação deste centro seria sem dúvida uma mais valia para a região, dando não só mais visibilidade ao Concelho do Fundão como também contribuíndo para o seu estímulo económico. Haverá no entanto um trabalho mais alargado a fazer, a par da criação desse centro, que passa sem dúvida pela regulamentação da prática de recolha, de forma a evitar algumas autênticas barbaridades que se vão praticando, pelos muitos pinhais ao redor da Gardunha, por esta altura do ano.

Podem ler a reportagem na íntegra clicando aqui.

quinta-feira, novembro 22, 2012

Um poda que promete virar as árvores ao contrário


... ou pelo menos assim parece, dada a colocação do aviso com que esta manhã me deparei ao sair de casa.

quarta-feira, novembro 21, 2012

Do festival "Míscaros"... aos míscaros. Rescaldo fotográfico

O último fim-de-semana ficou marcado pela realização de mais um "Míscaros" - Festival do Cogumelo, no Alcaide, uma aldeia cheia de história cujas ruas se encheram de animação. Importa primeiro que tudo dizer que este festival foi sem dúvida o melhor até agora. Houve esmero na decoração e o número de "tasquinhas" pareceu ser maior que o habitual. 

Estivemos por lá no Sábado à noite e no Domingo e se o primeiro dia foi dedicado às tasquinhas, não é menos verdade que serviu também para rever muitos e bons amigos, tudo isto depois de uma bela jantarada de cogumelos. Aliás, isto de reencontrar amigos é tão viciante que, até na operação de fiscalização de trânsito automóvel na qual participámos com fôlego e entusiasmo no fecho da noite, deu para reencontrar um velho amigo do 8º ano!

O Alcaide enquadrado pelo Outono e coroado pela Serra da Gardunha

O Domingo começou bem cedo, com a participação no passeio micológico integrado no programa do festival. Novamente com a orientação do José Gravito Henriques, um homem que se gaba de ter já provado mais de 200 espécies diferentes de cogumelos. A adesão foi muito interessante, mais de 300 participantes segundo a organização (embora eu ache esse número algo exagerado). Independentemente do rigor dos número, havia gente a mais para um passeio micológico. Que tal fazerem-se não um mas dois passeios destes no fim-de-semana? Fica a sugestão.


"... não é grande coisa mas, à falta de melhor, também marcha!" foi a frase marcante de mais um excelente passeio micológico deste grande especialista, logo seguida a curta distância de "Há cogumelos que dão para os dois lados".

Fechada a manhã, e porque a fome já apertava, toca a ir para a fila do arroz de míscaros que mais uma vez foi servido pela Escola de Hotelaria e Turismo do Fundão, que também explorou este ano o restaurante da casa Cunha Leal. Só vos digo: estava daqui! (Sim, agora estou a segurar o lóbulo da minha orelha direita com o indicador e polegar da mão direita, efectuando ligeiros movimentos oscilatórios).

A "trupe" completa! Elementos da Junta Directiva do Blog do Katano lado a lado com a célula coimbrã do Clã Moura e o inimitável Quinaz. Pela foto é notório que há iluminados profissionais da fila do arroz de míscaros, que empregam recipientes capazes de armazenar arroz suficiente para alimentar um pequeno país do 3º Mundo durante uma semana, mais mês, menos mês, e os amadores da tigelinha. (Foto roubada à grande e à alemã do álbum de Paulo Moura)




O chefe Pedro Rito e Ricardo Moita distribuindo felicidade em forma de arroz de míscaros. (Continuo a segurar o lóbulo da minha orelha direita com o indicador e polegar da mão direita, efectuando ligeiros movimentos oscilatórios)

Depois de um belo almoço (sim, sim... orelha direita, mão direita,...) e de uma excelente sobremesa na Casa Cunha Leal, voltámos às ruas do Alcaide onde nos deparámos com um verdadeiro one man show: Pedrito New Wheel, provavelmente a figura mais emblemática desta edição do Míscaros ou, como diz a São Rosas, o verdadeiro homem dos 70 instrumentos. 




No rés-do-chão do solar de João Franco, antigo primeiro-ministro dos últimos fôlegos da monarquia lusa, ficaram instalados vários artesãos e, mais uma vez, ali estava o omnipresente Zé da Encarnação (nome de guerra de José Martins Mendes), último esparteiro de Alcongosta. Vale a pena visitar o blogue onde se apresentam as suas criações clicando aqui.


Zé da Encarnação mostrando a versatilidade das suas criações



Um aspecto da Rua João Franco, com a torre sineira ao fundo. Esta torre tem a particularidade de, numa das suas fachadas, ter uma racha provocada pelo sismo "de Lisboa" de 1755, que aliás lhe derrubou também algumas das esferas que tinha nos cantos do seu topo.



Este ano houve esmero na decoração das ruas. Para além de cogumelos gigantes, foi distribuída sinalética pelas ruas que deu um toque de boa disposição ao Míscaros.



E o cheirinho? Divinal!

Motivados pelo passeio matinal e porque a "Mouraria" não é família de regressar a casa de mãos a abanar no que toca a cogumelos, fizemos à tarde o nosso próprio passeio micológico por alguns dos nossos locais favoritos. Não é que alguns dos "novatos" se revelaram verdadeiros perdigueiros micológicos? Seguem-se alguns dos instantâneos registados durante o passeio: 


Uma "horta" de Lactarius deliciosus (lactários, sanchas, raivacas,...) descoberta pelo Paulo que atribui à sua "obra-filha" a tarefa da recolha já que o orgulho lhe impede a mobilidade ao nível das cruzes, isto enquanto o Quinaz continua a fazer aquilo que fez melhor: descobrir Suillus bellini e uma panóplia de outros cogumelos que não servem para nada



E eis o primeiro míscaro amarelo (Tricholoma equestris) da temporada! Um bom petisco, é certo, mas a ser consumido com muita moderação, pelas razões que apresentámos em tempos aqui.


Mais uma descoberta do Paulo: uma colónia de Sparassis crispa que, pelo que dizem, vai muito bem com ovos mexidos. A experimentar no próximo fim-de-semana.


Uma excelente descoberta do sector feminino dos Moura: um Boletus badius! Inconfundível pelo "anel" amarelo no topo do pé e pelos tubos também amarelos que mudam para azul ao toque.


Mais à frente no caminho, um verdadeiro rio Amazonas interrompe o caminho. Na foto é possível ver 3 abordagens diferentes para resolver o problema da travessia: a Mariana, moça prevenida, justifica finalmente o porquê de ter trazido umas belas botas de borracha, o patriarca da Mouraria constrói uma ponte de pedra não licenciada e o Quinaz, munido de um cajado, resolve tentar uma abordagem bíblica, sem grande sucesso, diga-se.


Pinhais, rios e... pântanos, pois claro! Valeram a Mariana, mais uma vez a brilhar graças às suas botas de borracha, e a Luísa que provou ser uma verdadeira voz de comando!



No final, a inevitável repartição do espólio constituído por boletos, lactários, míscaros e suillus. Pelas informações que foram posteriormente recebidas, os lactários fizeram jus ao nome e proporcionaram um delicioso jantar em terras coimbrãs e, segundo consta, toda a "Mouraria" está viva e bem de saúde. 

Como é, família "Mouravilha"? É para repetir?

quarta-feira, novembro 14, 2012

A não perder: Míscaros - Festival do Cogumelo, no Alcaide

Tem início já depois de amanhã mais uma edição do Míscaros - Festival do Cogumelo, uma iniciativa que resulta de uma admirável agregação de esforços entre a população da aldeia do Alcaide, a Liga dos Amigos do Alcaide, Junta de Freguesia local e Município do Fundão, e na qual os cogumelos são os verdadeiros reis da festa.



Assim, ao longo de 3 dias, quem visitar o Alcaide poderá deliciar-se com mil e uma formas diferentes de cozinhar cogumelos mas não só. A aldeia vai encher-se de tasquinhas com uma infindável oferta de cores, aromas e sabores, estarão presentes grandes nomes da culinária e, como todos os anos acontece, será confeccionado e servido aos visitantes o tradicional arroz de míscaros, tudo isto sempre com muita música e animação pelas ruas. Uma tentação, sem dúvida! .



No Domingo a oferta incide sobre a questão da identificação e recolha de cogumelos, havendo também lugar para a apresentação de um novo projecto que promete dar que falar: a Cogus Box! 


Como sempre acontece, haverá autocarros a assegurar o transporte de visitantes entre o Alcaide e o Fundão.

Encontramo-nos por lá?

segunda-feira, novembro 12, 2012

No forte de São Julião da Barra, montou-se novamente uma tenda

Numa mudança de planos em relação ao que estava inicialmente planeado, a chanceler alemã Angela Merkel acabou por ser recebida, não em São Bento, mas sim, no forte de São Julião da Barra. Se isto por um lado deixa perceber um certo receio em relação à segurança da senhora, dada a sua recente e crescente popularidade em Portugal, por outro lado acaba por trazer-nos alguma esperança, a nós que, quando mergulhados num caldo de insegurança, fazemos o habitual que é procurar sinais de esperança em tudo e mais alguma coisa, neste caso em relação à coincidência que se regista na escolha do local desta recepção. 

É que, se bem se lembram, o último estadista que por aqui assentou arraiais acabou por ter alguns dissabores, que o levaram a abandonar o poder. "Mas a Merkel não montou aqui uma tenda!" disse-nos alguém. "Ai montou sim!", dizemos nós e, não contentes com isso, ainda apresentamos abaixo a prova fotográfica disso mesmo!

Clicar na imagem para ampliar (e tentar perceber a piada)!


sexta-feira, novembro 09, 2012

Novas notas de Euro já a partir de Janeiro de 2013

Numa altura em que o euro anda pelas ruas da amargura mediática, o Banco Central Europeu prepara-se para lançar uma nova série de notas: a Série Europa. A ideia parece ser fazer uma lavagem de cara às actuais notas, reorganizando os elementos que actualmente encontramos nelas e acrescentando por outro lado mais alguns elementos de segurança.

Uma alteração significativa será a inclusão de um rosto humano nos elementos ópticos de segurança. Trata-se do rosto da deusa Europa, extraído de um krater, vaso que servia para misturar vinho com água, existente no Museu do Louvre.



As primeiras notas a ser alteradas serão as de 5 euros, sendo que as restantes serão alteradas depois progressivamente nos anos seguintes. A apresentação das novas notas será feita a 10 de Janeiro de 2013, esperando-se que as novas notas de 5 euros entrem em circulação a partir de Maio.

Embora fonte do BCE tenha afirmado que a simbologia das notas ser irá manter (portas e pontes, em diferentes estilos arquitectónicos), aqui pelo Blog do Katano acreditamos que as de maior valor terão países ditos... "periféricos" uma simbologia específica que deverá ser um lago de água fresquinha rodeado de palmeiras no meio de um deserto do Sahara, uma alusão ao clássico cliché das miragens, como estas notas sem dúvida serão.

Sabiam que têm no vosso computador sistemas de segurança para impedir falsificação de notas?

Armado em esperto, decidi ir à Internet buscar a imagem de uma nota de 500 euros com vista a fazer uma foto-montagem para ilustrar a ideia do oásis que mencionei atrás. Não consegui. Acabei, pelo contrário, por descobrir que o meu computador tem um sistema de segurança que impede a manipulação de imagens de notas bancárias. Eis a mensagem com que me deparei no programa que habitualmente uso para fazer tratamento de imagens:



"Então e no Paint?", perguntam vocês. Pois bem, no Paint não há aviso tão requintado mas apenas uma mensagem de erro dizendo que é impossível colar o conteúdo da memória do computador.

Imagens: Le Figaro,  Our Money

quarta-feira, novembro 07, 2012

Grande vitória da Obama, no dia em que as presidenciais se misturaram com 172 referendos!


Eram cerca de 4h da manhã em Portugal quando se começou a anunciar como certa a reeleição de Barack Obama nas presidenciais estado-unidenses, derrotando o peculiar Mitt Romney, mais uma das exóticas sugestões a que o Partido Republicano já habituou tanto os estado-unidenses como o resto do Mundo. A este último de nada valeu a vitória em estados progressistas e civilizados como o Arkansas, o Alabama e o Texas. 

Para já de uma coisa fica a certeza, com Romney arredado da sala oval, ainda não será desta que os EUA irão intervir militarmente no Irão, na Coreia do Norte e no CERN, essa sinistra instituição sediada na Suíça que teve, no passado mês de Julho, o desplante de anunciar a descoberta do bosão de Higgs e, ainda por cima, de lhe chamar "Partícula de Deus".

O sistema eleitoral americano é fascinante por diversos motivos. Primeiro, porque uma tradição de origem agrícola impõe que as eleições se realizem numa Terça-feira em Novembro. Em seguida pela diversidade de formas e possibilidades de voto facultadas aos eleitores, desde o voto antecipado, realizado cerca de uma semana antes, até ao voto electrónico, voto por correio, voto por "Drive Thru", no qual os eleitores podem passar de carro junto a uma caixa destinada a esse efeito e aí deixar o seu boletim de voto; e finalmente pela própria forma de sufrágio que, ao contrário do português, é um sufrágio universal indirecto. Quer isto dizer que os eleitores não votam no presidente mas antes elegem os membros de um colégio eleitoral, que irá, então sim, proceder à eleição do presidente. 

172 referendos num dia com eleições para todos os gostos!


O acto eleitoral de ontem foi muito para além das eleições presidenciais. Em simultâneo realizaram-se também as eleições para o Senado e para a Casa dos Representantes, as duas câmaras que formam o Congresso, o órgão legislativo dos EUA, mas não só!

Contas feitas, ontem realizaram também eleições para o cargo de governadores em 11 estados e dois territórios (Samoa e Porto Rico) e ainda para mais de 6.000 lugares em assembleias locais de cada estado (o equivalente ao Congresso mas à escala de cada estado da União).

Paralelamente, decorreram nada mais, nada menos, que 172 referendos em 27 estados diferentes. Por exemplo, nos estados de Oregon, Washington e Colorado foi referendada a liberalização do uso de cannabis para fins recreativos, tendo o "Sim" vencido nos dois últimos. Já na California, foi referendada a rotulagem diferenciada para produtos transgénicos (não foi aprovada) e ainda a manutenção da pena de morte (que efectivamente acabou por se manter).

Em diversos estados foi referendado o casamento entre pessoas do mesmo sexo, tendo o "Sim" vencido nos estados do Maryland, do Maine e, ao que tudo indica, também no estado de Washington.

Finalmente, já que atrás se falou desse território, no Porto Rico foi também levado a referendo a alteração do estatuto do território em relação aos Estados Unidos. Ao que parece, terá ganho por uma estreita margem a vontade em fazer de Porto Rico o 51º estado da União, embora o referendo não seja vinculativo.

Com tanto acto eleitoral em simultâneo, espero sinceramente que tenham tido o cuidado de colocar bancos nas mesas de voto. Se não o fizeram haverá hoje muita gente aflita das varizes.

Fotos: EurWeb e  Boston Herald

terça-feira, novembro 06, 2012

Segurança Social perdeu milhões ao apostar em vitórias do Sporting na Betclic

A vida não está fácil para o ministro da Solidariedade e Segurança Social, Pedro Mota Soares. Depois de hoje termos ficado a saber que, em 2011, a Segurança Social perdeu 1,5 mil milhões de euros na Bolsa (ver aqui), quiçá em acções do BPN, novas e inquietantes informações acabam de chegar à nossa redacção, ajudando a escurecer um cenário mais negro que um encontro de carvoeiros às escuras.

Ao que parece, procurando recuperar do prejuízo na Bolsa, o ministro terá apostado no último trimestre toda a verba que que ainda existia nos cofres da Segurança Social em vitórias do Sporting, por 2 ou mais golos, no conhecido portal de apostas desportivas BetClic.

Apesar desta conjuntura dramática, o ministro Pedro Mota Soares mantém o optimismo e anunciou já que irão ser postas em prática  "algumas medidas criativas e arrojadas" no sentido de devolver alguma liquidez aos cofres da Segurança Social. 


segunda-feira, novembro 05, 2012

Pormenores que se descobrem ao ver um filme pela enésima vez (mais vez, menos vez)

Ontem, o canal Hollywood transmitiu pela enésima vez um filme da trilogia Regresso ao Futuro, neste caso o 2º filme, no qual Marty McFly (interpretado por Michael J.Fox) viaja para o futuro para evitar o preocupante destino que ameaça a sua família. Ora, se acaba por ser monótono ver e rever sistematicamente um filme, não é menos verdade que isso também nos permite ficar atentos a determinados pormenores que nos passaram despercebidos inicialmente.

Uma das cenas passa-se num café que pretende ser um espaço de evocação dos anos 1980, o "80's Cafe", um lugar com uma decoração profundamente "kitsch". Dois miúdos conseguem ligar uma máquina de vídeo-jogo mas não fazem a mínima ideia de como se joga. Vejam o vídeo a seguir e tentem descobrir aquele que, sendo um desconhecido na altura, é hoje um actor bem nosso conhecido:


Conseguiram? Pois é!... um dos miúdos é nem mais nem menos que Elijah Wood, o actor que 12 anos após esta fugaz aparição, se celebrizaria noutra trilogia, no papel de Frodo Baggins em O Senhor dos Anéis.



Definitivamente, estou a ficar velho.

Quanto à data desta cena, ela acontece a 21 de Outubro de 2015. Estamos portanto a menos de 3 anos de assistir à invenção dos skates planadores, dos carros voadores e da retirada dos advogados do nosso sistema judicial.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...