sexta-feira, dezembro 30, 2011

Consultar on line os pagamentos em dívida nas portagens das ex-SCUT


Há dias, na sequência dos artigos sobre como evitar portagens na A23 entre Torres Novas e Castelo Branco e entre Castelo Branco e Guarda, recebi o e-mail de uma leitora que, não tendo Dispositivo Electrónico de Matrícula (DEM) se dirigiu aos CTT para pagar a passagem num pórtico da A23. Como não havia qualquer lançamento de transacção associado à matrícula do seu veículo, foi informada pelo funcionário dos CTT que a atendeu que "tendo passado em apenas um pórtico, não havia lugar a cobrança ".

Isto é falso que só prova a falta de formação do dito funcionário, ou a sua falta de interesse em saber pois, no próprio site dos CTT pode ler-se "O veículo ao circular junto de um pórtico de cobrança electrónica, ao não dispor de um Dispositivo Electrónico, accionará os mecanismos de recolha da imagem (fotografia) da matrícula do veículo. Essa imagem será armazenada até que o pagamento seja efectuado.".

Acrescente-se que a este tipo de pagamento acrescem 0,25€ por viagem, num máximo acumulado de 2€, por "despesas administrativas", traduzindo: "por despesas que decidimos acrescentar para procurar empurrar os utilizadores a adquirir um DEM".

Uma vez que, segundo a leitora, ainda não tinham decorrido 5 dias sobre a data de passagem no pórtico, provavelmente o lançamento da dívida ainda não tinha sido feito, algo que só acontece decorridos dois dias após a passagem no pórtico, excepto se for numa Sexta-feira. Neste caso será preciso esperar até Segunda-feira.


Consultar valores em dívida on-line - Um atentado à privacidade!



Quem não tiver DEM e tiver passado numa portagem electrónica pode consultar os valores em dívida no site dos CTT. Para tal basta introduzir a matrícula do veículo, para além de um código de verificação "Captcha" que consiste apenas em reproduzir uma cadeia de caracteres apresentada.

Contudo, a aparente facilidade de utilização deste sistema levanta uma outra questão bem importante: nada impede que um completo desconhecido tenha acesso à nossa informação e saiba exactamente por onde andámos, bastando para tal saber a matrícula do nosso carro.

No fundo, trata-se de uma solução que parece ter sido produzida em cima do joelho, para aliviar o afluxo aos CTT e Payshops, e que por outro lado parece querer empurrar quem zele mais pela sua privacidade para a aquisição de um DEM.

Link para consulta dos pagamentos em dívida:

Um agradecimento especial ao Paulo Martins que gentilmente me enviou este link por e-mail

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...