quarta-feira, dezembro 01, 2010

O Fundão encorreu mais uma vez os Espanhóis

Ao soar das 12 badaladas, os fundanenses que se haviam reunido na Praça do Município saíram em arruada seguindo a Banda Filarmónica de Peroviseu, ao som do Hino da Restauração. Este ano contudo, a crise também aqui se fez sentir, com a iluminação natalícia a restringir-se à Praça do Município. Por outro lado, a adesão à arruada também foi muito menor que nos anos anteriores. Mas com maior ou menor brilho, tradição de "Encorrer os Espanhóis" cumpriu-se mais uma vez.

Pretendendo celebrar o 1º de Dezembro de 1640 e a restauração da Independência de Portugal, a origem desta tradição é contudo algo incerta e o seu significado acaba por ser um pouco mais profundo do que aparenta. Atrás da sua expressão patriótica, esconde-se também um espírito irreverente de contestação, em que os "espanhóis" são todos aqueles que o povo gostaria de poder expulsar da cidade, da região ou da Pátria.

Cumprida que está a tradição, fica já marcado o encontro para daqui a um ano. Aqui ficam entretanto algumas fotografias para ilustrar a arruada deste ano.

Meia-noite. Acende-se a iluminação de Natal. Toca-se o "Hino da Restauração" e tem início a arruada:

Portugueses celebremos
O dia da redenção,
Em que valentes guerreiros
Nos deram livre a Nação.

A fé dos campos de Ourique,
Coragem deu e valor,
Aos famosos de quarenta,
Que lutaram com ardor.

P’rá Frente! P’rá Frente!
Repetir saberemos as proezas portuguesas
Ávante, Ávante,
É voz que soará triunfal,
Vá avante mocidade de Portugal,
Vá avante mocidade de Portugal.


O mestre fotógrafo oficial do Blog do Katano em cima do acontecimento


O Chafariz das Oito Bicas, sítio icónico do Fundão, e ponto de passagem obrigatória.


A subida da Avenida da Liberdade (Originalmente Avenida Salazar)


A arruada termina onde começou, na Praça do Município


Depois do Hino da Restauração, toca-se o Hino Nacional



Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...