quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Pedro Abrunhosa firme e hirto e sem óculos... em 1989

Sobre Pedro Abrunhosa pouco há a dizer para além daquilo que todos já sabem. É careca, tem olhos escuros implantados directamente no crânio e, desde Domingo, vive numa curiosa dicotomia de ter literalmente queda para a música ao mesmo tempo que continua a cantar um pouco pior do que eu quando tento imitar o Prince mas acabo por reproduzir algo semelhante a um indivíduo com voz de apreciador de consumo de bagaço que está a ser investido por um doberman raivoso.

Sendo provavelmente aos olhos da população o acontecimento da semana, a queda de Abrunhosa em directo na televisão teve grande impacto nas redes sociais, como o próprio oportunamente profetizou ainda combalido à espera que o espaço à sua volta parasse de girar. Aliás, creio que é legítimo afirmar que, ainda Abrunhosa descrevia o arco da trajectória que fracções de segundo depois, no maior respeito pela Lei da Gravidade, o levaria a embater no solo, e já no Facebook estavam a ser criados grupos e a ser lançados comentários sobre o que estava a suceder.

Obviamente, não poderíamos deixar de dedicar um artigo a este acontecimento mas resolvemos fazê-lo procurando ao mesmo tempo responder a algumas questões pertinentes: Abrunhosa já nasceu com os óculos escuros implantados no crânio? Há quanto tempo é que acredita que sabe cantar? Sempre padeceu de um problema capilar? Felizmente, graças à oportuna colaboração do camarada Rotiv, foi possível obter um vídeo no qual não só encontramos resposta a estas questões como também nos deparamos com a curiosidade de assistir a uma actuação de Abrunhosa onde, ao contrário de Domingo último, o cantor está em melhores condições de saúde que o público.

Para vocês aqui fica, Pedro Abrunhosa cantando em playback (ocasionalmente lembrando um artista de um filme chinês de lutas de kung-fu dobrado em inglês) no espectáculo do Natal dos Hospitais de 1989!


Não sei porquê, ao assistir a este vídeo e ao observar o público, a expressão "Convenção de Genebra" não me saía da cabeça.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...