domingo, dezembro 27, 2009

O Madeiro - A tradição continua a ser cumprida

Como acontece todos os anos, a noite da consoada é iluminada e aquecida pelo imponente "Madeiro". Por tradição, os jovens que iam à inspecção militar, "às sortes" como antes lhe chamavam, era quem tinha a missão de reunir os troncos que serviam de combustível a esta fogueira que devia arder da noite de 24 para 25 de Dezembro até ao dia de Reis, a 6 de Janeiro. De todas as casas vinham filhoses, vinho, e outras iguarias que eram consumidas à luz do fogo (não havia outra luz) em meio a alegres cânticos de Natal.

Actualmente, a tradição do madeiro mantém-se mas, à falta de jovens, reúne-se quem tiver força e disponibilidade para a tarefa. Também o madeiro já não tem a mesma longevidade e sítios há, como no Fundão por exemplo, onde mal sobrevive à noite da consoada. Contudo, o convívio à volta do Madeiro continua vivo e, ao longo da noite, continua a ser o centro de convívio da localidade onde todos se aquecem depois da missa do galo, ficando por ali ao longo da noite.


O madeiro no Alcaide

O madeiro à espera da noite


Já arde!


A população converge para o madeiro


A torre sineira, construída em 1694, assistiu já a 315 madeiros.


Como curiosidade, a torre sineira não só sobreviveu ao sismo de 2009, como também ao de 1755 que, apesar disso, deixou marcas na sua estrutura.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...