sexta-feira, novembro 06, 2009

Em Londres é o mayor que distribui justiça

Está a correr Mundo a notícia segundo a qual Franny Armstrong, activista e realizadora de filmes em prol da luta contra as mudanças climáticas, foi salva de um gang de raparigas mal intencionadas nem mais nem menos do que pelo presidente da Câmara de Londres.

Franny Armstrong foi surpreendida enquanto enviava uma mensagem pelo telemóvel no meio da rua e só quando foi empurrada com violência contra o carro é que percebeu que estava cercada por um grupo de raparigas encapuzadas e que o seu futuro imediato não parecia ser muito risonho.

No entanto, quando tudo parecia perdido, eis que surgiu pedalando na sua bicicleta, nem mais nem menos que Boris Johnson, o implacável Mayor da cidade de Londres que, perante a situação, investiu contra o grupo colocando-o em fuga. O pânico foi tal que inclusive a barra de ferro foi abandonada, tendo sido reutilizada por Johnson na perseguição às meliantes em fuga, enquanto as insultava.

Apesar de ter tentado não ser reconhecido, a vítima conseguiu identificar o seu salvador admitindo que até havia votado em Ken Livingstone nas últimas eleições mas reconhecendo que "se alguém for atacado numa viela escura, Johnson consegue ser mais útil que o seu rival".

Ken Livingstone, o candidato derrotado nas eleições para mayor, já veio minimizar o facto salientando que Johnson teve sorte por o grupo de atacantes ser constituído apenas por mulheres. Sempre a somar pontos, portanto.

Se a moda pega por cá, já estou a imaginar Rui Rio a perseguir os Super Dragões em plena Ribeira, António Costa a supliciar os carteiristas no eléctrico 28 ou o Valentim Loureiro a... bom, se calhar o Valentim até já faz isso.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...