domingo, janeiro 03, 2010

Revendo o ano 2009 - A notícia do ano na Rússia

Na Rússia, o repatriamento da Alexandra foi considerada a notícia do ano. Ora, a partir do momento em que a criança foi repatriada, o desfecho da história passou a ser mais que previsível e, sendo assim, todo a sequência noticiosa que se lhe seguiu acaba por ser, no seu todo, uma não notícia. Assim, por exclusão de partes por um lado e por intensa pesquisa jornalística por outro, a notícia do ano na Rússia é, para o Blog do Katano, o caso de dois turistas russos que foram hospitalizados após terem tentado manter relações sexuais com um porco espinho estado-unidense.

Segundo a notícia avançada pelo Pravda em Maio último, os dois turistas ficaram extremamente impressionados com um livro sobre as leis mais absurdas em vigor nos EUA que lhe foi facultado à chegada e, como bons russos subversivos quando se trata do respeito das leis estado-unidenses, sobretudo sob o efeito de um bom whisky, resolveram tentar quebrar uma dessas leis, especificamente uma lei em vigor no estado da Florida que proíbe terminantemente toda e qualquer actividade sexual com um porco-espinho.

Bastou apenas uma hora para que os dois turistas encontrassem o dito bicho mas, só no dia seguinte, em conjunto com uma provável monumental ressaca, constataram que o porco-espinho é afinal um bicho que, podendo ser meigo, não tem propriamente pelagem macia e sedosa. Os dois corajosos aventureiros acabaram hospitalizados com o cruel diagnóstico de "espinhos nos genitais", tendo tido de ser submetidos a tratamentos por inflamações durante os meses seguintes.

Como nem tudo são espinhos, há um lado bom na história. Os dois turistas conseguiram deixar os EUA a tempo de escaparem a um processo em tribunal. Por outro lado, também há que louvar o facto de a escolha da lei a quebrar ter recaído nesta que diz respeito a intimidades com porcos-espinho. Terem tentado levar um leão para um cinema no Kentucky poderia ter sido bem mais grave, tal como teria sido grave se tivessem tentado detonar um engenho nuclear dentro do perímetro urbano de Chico na Califórnia. É que 500 dólares de multa é uma quantia que custa a largar e teria sido com certeza um grave rombo no orçamento...!


Foto retirada daqui: http://www.blm.gov/

A seguir: 2009, um ano do Katano.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...