terça-feira, abril 29, 2008

Comentários do Katano

Saudações caríssimos leitores assíduos!

Como os mais atentos poderão constatar, há uma alteração no sistema de comentários.

Esta alteração prende-se com a vontade de tornar o sistema de comentários mais versátil e personalizável, de modo a criar um blog cada vez mais interessante para todos os que, dia após dia, contribuem para engrossar o número de visitas e visitantes (obrigado, obrigado, obrigado!).

Contudo, como sabemos da atenta observação à acção do nosso indómito governo, as reformas acarretam sacrifícios, embora no caso deste blog a coisa fique ela-por-ela e por isso, esta alteração levou a que TODOS os comentários anteriores tenham ficado inacessíveis ao público, facto que lamento profundamente mas que era inultrapassável :(.

A todos as minhas desculpas e renovados agradecimentos. Espero continuar a contar com vocês todos!

Aquele abraço!

segunda-feira, abril 28, 2008

Grande convívio Taska Force & República do Katano - Carrapichana 2008 - Adenda

Excelente posta, camarada, mas permite-me uma adenda... A falta de nevoeiro permitiu ainda uma visita à mítica povoação da Sobreda, onde tivemos a oportunidade de rever a D. Conceição (aka Mãe do Davidzinho) e apreciar os pequenos prazeres da vida, tais como, saborear umas minis à porta da sua superfície comercial, ao som de histórias tradicionais, contadas pelos simpáticos e afáveis habitantes, e de onde saliento as histórias da terceira perna de um dos participantes do sarau.

Para encerrar a jornada com chave de ouro, fomos ainda brindados com um excelente jantar, preparado pela D. Conceição, composto por diversas iguarias. Babem-se com as entradas:

Uuuiiiii….

Fico à espera da próxima no Fundão ou em Viana do Castelo…

Finalmente, quero deixar aqui uma homenagem ao meu caríssimo amigo David Ca tano:

25 de Abril sempre!!

...fascismo nunca mais.

Grande convívio Taska Force & República do Katano - Carrapichana 2008

Decorreu em grande pompa e circunstância o primeiro grande convívio Taska Force & República do Katano do ano civil de 2008 que, desta vez, decorreu na Carrapichana, concelho de Celorico da Beira e cuja grande novidade foi a presença da representante minhota do Blog do Katano, conhecida em certos círculos como "Kataninha" (Vidal dixit), embora a estrela maior tenha sido sem dúvida o pequeno Tomás.


O certame teve início no famoso restaurante "Escorropicha Ana", restaurante que acaba por constituir um completo mistério. Se é verdade que já sabemos o que significa "Escorropichar" (do verbo Escorropichar, sinónimo de encher o copo até precisar de ser sorvido para não derramar), ainda desconhecemos quem é a Ana (a do restaurante) e porque é que o restaurante é famoso e o que leva a que, ao fim de semana, só haja lugar mediante reserva.


Poderão eventualmente rotular este vosso devoto autor de crítico descontrolado mas confesso que me faz confusão ver 1,5 dose de medalhões de vitela consistir numa telha na qual se dispõem migas de couve pouco maiores que 1 punho, acompanhadas por 3 medalhões e 4 batatas assadas de volumetria pouco superior à de testículos de um qualquer mamífero de porte pouco inferior ao de um canídeo.


Safaram-se no entanto os buffets de entradas e de sobremesa embora com os primeiros tenha havido o lapso de se terem facturado 8 em vez de 5.


No que diz respeito ao convívio, após uma fase de actualização noticiosa mútua, tivemos a oportunidade de assistir a um workshop de mecânica e montagem de veículos monolugares não motorizados, cortesia do Visconde, que durou cerca de 15 minutos, após o que se seguiu um verdadeiro regabofe tertuliano de temática diversa.


No final da refeição, que atrasou um pouco devido à indecisão do Vidal perante a panóplia de aguardentes, a gerência brindou-nos com uma factura capaz de rivalizar com a Dívida Externa, e que obrigou a uma certa engenharia financeira para divisão dos custos.



A etapa seguinte foi a aldeia histórica de Linhares onde a visita ao Castelo foi realizada apenas pela comitiva do Blog do Katano, enquanto os restantes participantes do certame se dedicaram à degustação das bebidas típicas locais, a saber, cerveja Sagres e Super Bock nas suas variantes média e mini.



No final, para satisfação geral (ou não), a situação metereológica era favorável às viagens de regresso, (salientando-se a ausência de nevoeiro que poderia dificultar a ligação a Àgueda) pelo que o regresso da comitiva Do Katano se fez pelo maciço central da Serra da Estrela.

Aguarda-se com ansiedade a realização do próximo certame que poderá ocorrer no Fundão... ou então em Viana do Castelo... ou mesmo noutro local qualquer.




PS 1 - Vidal, quero fotos para acrescentar a este post e não quero esperar 2 anos se faz favor.


PS 2 - Caríssimos, eis, no instantâneo abaixo, o aspecto de um crepe havaiano da autoria deste vosso humilde camarada (o instantâneo e o crepe).



quinta-feira, abril 24, 2008

Enigma

Carta fechada, com o endereço do destinatário escrito no exterior, dispensando assim o uso de envelope


Um manuscrito descoberto no sótão de uma casa histórica


O que é que um manuscrito de finais do Séc XIX / início do Séc XX, fósseis e utensílios de há cerca de 10.000 anos atrás podem ter em comum?

quarta-feira, abril 23, 2008

Uma recordação eterna

Na última segunda-feira dia 14 de Abril morreu parte de mim, parte da minha vida.

Ao fim e ao cabo, parte de nós se esvai quando desaparece alguém que teve um papel fundamental em quem somos e povoa algumas das melhores memórias que, teimosamente resistem ao desfilar dos anos.

Dessas recordações guardo o sentimento de alguém que não esgotou o seu amor nos filhos que teve e que em todas as ocasiões não deixou nunca de me fazer sentir como se eu também fosse um, em tempos idos suportando por vezes em tom de uma impaciência efémera e depressa desvanecida, as irreverentes traquinices cúmplices de dois miúdos que sabiam ser irrequietos. A minha infância foi feliz no que lhe era permitido e ela está presente em muitos momentos.

Depois... o afastamento. Como são incompreensíveis e fúteis os motivos que muitas vezes levam as pessoas a quebrar os laços fraternos e a afastar o que nunca deveria ser afastado...! Mas assim foi durante 3 longos anos.

Finalmente, tendo finalmente um carro com que podia vencer a distância, revoltei-me contra o estado das coisas e fui visitá-la finalmente. Recordo-me da emoção que senti ao subir as escadas, o frenesim que tolhia o meu interior, até que, numa imagem que nunca esquecerei, a vi sentada à porta de casa. Pareceu-me subitamente envelhecida e frágil como se numa fracção de segundo 3 anos tivessem sido retirados ao tempo e a tivesse visto pela última vez no dia anterior.

Cumprimentei-a mas ela não reconheceu. Até que algumas palavras bastaram para reavivar todas as recordações e ela abraçou-me chorando convulsivamente. Como eu queria agora ter prolongado aquele abraço, ter também chorado por 3 anos perdidos...

Dessa tarde de domingo guardo ainda a conversa que se desfiou como que querendo condensar em si tudo o que era desconhecido e precisava de ser partilhado, as fotografias que uma após a outra ela me ia mostrando enquadradas por um sorriso de felicidade, e finalmente, a satisfação imensa, quase transcendental, que me acompanhou no regresso a casa.

É esta a imagem que sempre guardarei de ti, a expressão do carinho e do amor que sempre me soubeste dar fossem quais fossem as circunstâncias e é neste momento que gostaria de acreditar que realmente há algo mais para lá do que é material e que, nesse sítio onde eu queria tanto que estivesses, continuas a sorrir com a ternura de sempre e que tens orgulho em mim.

Obrigado tia. Adoro-te.

segunda-feira, abril 14, 2008

quarta-feira, abril 09, 2008

Digam mal dos serviços médicos de hoje...

Tive há tempos a oportunidade de visitar uma interessante exposição sobre Anestesiologia e que esteve patente nos Hospitais da Universidade de Coimbra. Foi uma experiência fascinante que me permitiu fazer uma incursão numa área que não é a minha, constatando a evolução que os recursos usados na medicina sofreram uma evolução incomparável no último Século, o que, por si, não será de espantar visto que para os avanços nesta área muito contribuiram as duas últimas Grandes Guerras, especialmente a 2ª.

Desde equipamentos de apoio à ventilação, com especial destaque para um impressionante "pulmão de aço", até equipamentos de diálise, passando por diverso equipamento de anestesia, foi possível passar por diversas épocas e diversas áreas da medicina. Curiosos, foram contudo os seguintes itens por motivos diferentes:


Cadeira para extracção de amígdalas
O paciente era amarrado de pés, mãos e cabeça à cadeira e fazia-se uma extracção "A frio" das amígdalas


Ambulância
Terá servido para o transporte de doentes da Guarda para o Hospital de Pinhel em época que apenas se pode conjecturar (Finais de Séc XIX? Início de Séc XX?). Era tripulada por 3 ou 4 bombeiros.


Agradecimentos à melhor guia e fotógrafa do Mundo, a minha Ana.

sábado, abril 05, 2008

Moedas árabes na Suécia...

A BBC online noticiou que um grupo de arqueólogos suecos descobriu no passado dia 1 de Abril, junto ao aeroporto de Estocolmo, um conjunto de 470 moedas de prata árabes datando de entre os Sécs VII e IX e que se encontravam depositadas num túmulo da Idade do Ferro (cerca de 500 a.C.).

A maioria das moedas terão sido cunhadas em Bagdade e Damasco embora alguma tenham vindo também do Norte de África.

Ao que parece, as moedas terão sido depositadas pelos vikings neste túmulo por algum motivo particular, talvez acreditando que este fosse protegido pelos seus antepassados, e terão sido acumuladas nas suas viagens uma vez que está comprovado que este povo terá estabelecido relações comerciais com Constantinopla, actual Istanbul e logicamente terão tido contactos com rotas comerciais que passavam pelo Médio Oriente e com a Pérsia.

Humor nos Antípodas


Há alguns dias atrás, um cidadão de nacionalidade neozelandesa que se encontrava na Austrália, ligou para a polícia local alegando ter sido violado por um Wombat. Ora, assim de repente, o leitor poderá pensar que um Wombat será algo semelhante a um demónio da Tasmânia mas com mais hormonas e um voraz apetite sexual. Contudo, um Wombat não é mais que um simpático herbívoro muito pachorrento que inclusive demora cerca de 2 semanas a fazer a digestão daquilo que come embora, por outro lado, seja capaz de rivalizar com o Obikwelu em termos de corrida.


Contudo, a história não termina aqui. Ainda a polícia australiana não se tinha refeito da insólita queixa quando o queixoso voltou a ligar para retirar a mesma. Alegou que o animal, ao fim e ao cabo, não o tinha maltratado e que, a única anomalia que notava, era o facto de ter ficado a falar com sotaque australiano. Notável sentido de humor deste cidadão dos Antípodas que, infelizmente, foi localizado pela polícia e teve de pagar uma choruda multa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...