domingo, setembro 09, 2007

Por terras dos Francos VI

A meteorologia

Um exemplar único de um bovídeo anfíbio, animal muito raro observável apenas em circunstâncias muito particulares


O rio Loue na sua passagem por Quingey com um nível de água 1,5m mais alto que o habitual para esta época. Acabaria por estabilizar de forma a permitir um percurso de 12km em canoa.



A meteorologia é um tema incontornável de qualquer descrição de férias sendo que a presença de um Sol abrasador durante as mesmas um factor indispensável de sucesso.

Se há coisa que me irrita são aquelas pessoas, com um bronzeado que as aproxima - e de que maneira - das suas raízes africanas e que contam as suas aventuras na piscina do hotel ou na praia sob um Sol tórrido.

Há dois reparos que se impõem: primeiro eu tenho olhos na cara e consigo perceber que aquele bronzeado não foi de certeza por estarem demasiado próximos do microondas. A minha astúcia permite-me deduzir rapidamente que tal se deve a uma exposição solar prolongada, embora claro haja sempre a hipótese de recorrer aos solários. Em segundo lugar, basta tomar como referência qualquer operário de construção civil para ver que estes corajosos e coloridos veraneantes não passam de meros amadores e, mais pertinente ainda, estes operários são pagos para se bronzearem! Não andam é para aí a dizer "Oh <turpilóquio>, fui para uma <turpilóquio> de uma obra ali para o Algarve e estava cá uma torra! Mas olha que havia lá gajas bem boas! ". Aparentemente motivo de orgulho é dizer "Fui para a praia, mantive um comportamento digno de um vegetal e fiquei assim bronzeado! Não é espectacular?".

Bom, tudo isto para dizer que bronzear-me nas férias não será para mim um objectivo primordial e que o mais comum, dado o tipo de actividades a que gosto de me dedicar, será obter um bronzeado "estilo camionista".

Contudo, também gosto que as minhas férias coincidam com condições metereológicas favoráveis o suficiente para percursos de exploração e visita. Ora acontece que nestas férias, sobretudo no Norte de França, as minhas férias tiveram tudo menos isso!


A minha chegada ao Franco-Condado foi o prenúncio do que estava para vir pois aconteceu por volta das 23h sob um temporal tremendo. Ao mesmo tempo, soube que parques de campismo estavam a ser evacuados (só de uma vez evacuaram 300 campistas) devido a inundações, inundações essas que motivaram também o corte de diversas estradas e provocaram avultados prejuízos desde o Franco Condado até à Suiça.

Felizmente a coisa acabaria por estabilizar o suficiente para que pudesse fazer diversos percursos e actividades muito simpáticos. Ao menos isso!

2 comentários:

Sete_Luas (ou cidadã revoltada com promessas ñ eleitorais por cumprir) disse...

ONDE TÁ O MEU POSTAL?!?!?!?!?!?!

Caetano disse...

Só preciso de uma morada para onde o enviar :P

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...