sexta-feira, dezembro 23, 2005

A sobrinha do Bin Laden


(GQ Magazine)
















Se o tio sabe disto

quinta-feira, dezembro 22, 2005

Nova indumentária nas Repartições de Finanças

Hoje, pela primeira vez, fui capaz de encontrar motivos para rir na Repartição de Finanças do Fundão à qual me havia dirigido no intuito de fazer algumas alterações ao meu registo de contribuinte. Ainda assim, tive de suportar a habitual seca das instituições públicas.

Ao chegar fui confrontado com o facto de existirem agora duas máquinas de distribuição de senhas de atendimento. "Óptimo!" pensei eu. Afinal já havia necessidade de regulamentar um pouco a afluência selvagem dos contribuintes àquele balcão!

Contudo, ao ler a que serviços se destinavam as duas máquinas distribuidoras, uma amarela e outra vermelha, não encontrei nenhuma referência ao motivo que ali me levava: o famigerado IRS, pelo que me dirigi ao balcão para me informar sobre a cor da senha que deveria retirar.

Eu - "Olhe, desculpe! Para alterações ao regime de tributação, qual é a senha que devo tirar?"
Funcionário Público pouco entusiasta e não muito bem disposto - "Mas é para quê?! IRC? IRS?"
Eu - "IRS..."
FPpeenmbd - "Então é aqui!"
Eu - "Pois... mas e qual é a cor da senha?"
FPpeenmbd - "Não tira senha! Só tem de aguardar!"

Claro que para mim foi uma desilusão constatar que, afinal, a selvajaria iria manter-se e que eu teria de fazer pela vida se quisesse ser atendido. Por isso dei alguns passos atrás e fiquei atento às movimentações dos contribuintes que fossem entrando.

Ainda assim fui olhando em volta e pude constatar que havia um apreciável grupo de contribuintes que possuíam senha e olhavam para os painéis numéricos, que indicavam 65 e 47 respectivamente, com um ar de desânimo que dava lugar a um assomo de esperança sempre que algum funcionário público se aproximava do balcão.

Por outro lado, depois de ter contado 5 painéis com os dizeres "PROIBIDO FUMAR!" e outros 3 com os dizeres "SILÊNCIO POR FAVOR!", comecei a olhar com mais atenção para o simpático funcionário que me tinha atendido inicialmente e fiquei impressionado com a sua indumentária. É que o dito funcionário, que denotava evidentes sinais de que em sua casa se praticava uma alimentação farta, vestia uma camisa cujos 2 botões superiores estavam desapertados deixando à luz do dia uma farta pelagem retorcida cuja textura era abruptamente interrompida por um largo fio de ouro.

Por outro lado, no canto da boca, transportava um belo exemplar de palito que, de vez em quando, mudava para o lado oposto da boca. De vez em quando, ouvia-se ainda o nítido som de bocadinhos de palito a serem expulsos violentamente da boca do referido funcionário.

Calculo que tenha esperado cerca de 30 minutos quando surgiu uma funcionária que se abeirou do balcão e olhou para o grupo de contribuintes desesperados que seguravam uma senha. Surpreendida atirou:

- "Mas o que estão aí a fazer? O sistema informático está em baixo! Hoje não vão poder fazer nada!".

Os esgares que os contribuintes dedicaram a toda a massa humana que residia dentro do balcão não deixou dúvidas sobre o facto de, naquele momento, os sentimentos deles serem tudo menos relacionados com o Natal.

A funcionária dirigiu-se então a mim e perguntou-me o que eu queria ao que retorqui explicando novamente que queria fazer uma alteração no meu regime de tributação para passar a pagar IVA do qual até à data estava isento. A resposta foi imediata:

- "Olhe que isso só pode ser alterado em Janeiro! Vai ter de cá passar no mês que vem."

Naquele momento, na minha cabeça, aconteceu um grande massacre no presépio... mas lá me controlei e saí dali mas não sem antes olhar mais uma vez para os painéis numéricos. Meia hora depois de ter entrado, ambos indicavam ainda 65 e 47...

terça-feira, dezembro 20, 2005

Engenharia Nacional

Recebi esta fotografia por e-mail e não contive uma sonora gargalhada. Embora se trate à partida de uma fotografia de dedicados cidadãos anónimos em trabalhos indeterminados e em parte incerta, esta situação não me é assim tão estranha e num próximo artigo irei explicar porquê...

Para vocês todos...

quarta-feira, dezembro 14, 2005

Questão de timming

"O seu SAPO ADSL no telefone XXXXXXXXX encontra-se pronto a utilizar. Para carregar utilize a entidade 20164 e a referência MB XXXXXXXXX de 22,50. Obrigado"

Foi este o SMS que recebi dos serviços da SAPO ADSL hoje às 11h45 da manhã, avisando-me de que o meu serviço pré-pago de Internet de Banda Larga já se encontrava activado e pronto a ser usado. Achei muito atencioso da parte deles e prova também que não dormem na SAPO... vá... ok... pelo menos não dormem até muito tarde... bom, vá lá, são dorminhocos.

É que o meu serviço de Internet de Banda Larga já se encontra activado há mais de um ano e já deixou de ser pré-pago há mais de 4 meses.

Como diria a Juanita: Tuguices...

sábado, dezembro 10, 2005

Para bom entendedor...é melhor traduzir!

> Expõe-me com quem deambulas e a tua idiossincrasia augurarei.>
(Diz-me com quem andas e te direi quem és)

> Espécime avícola na cavidade metacárpica, supera os congéneres revolteando> em duplicado.>
(Mais vale um pássaro na mão, que dois a voar)

> Ausência de percepção ocular, insensibiliza órgão cardial.>
(Olhos que não vêem, coração que não sente)

> Equídeo objecto de dádiva, não é passível de observação odontológica.>
(A cavalo dado não se olham os dentes)

> O globo ocular do proprietário torna obesos os bovinos.>
(O olho do amo engorda o gado)

> Idêntico ascendente, idêntico descendente.>
(Tal pai, tal filho)

> Descendente de espécime piscícola sabe locomover-se em líquido inorgânico.>
(Filho de peixe sabe nadar)

> Pequena leguminosa seca após pequena leguminosa seca atesta a capacidade> de ingestão de espécie avícola.>
(Grão a grão enche a galinha o papo)

> Porta o monarca no baixo ventre.>
(Tem o rei na barriga)

> Quem movimenta os músculos supra faciais mais longe do primeiro,> movimenta-os substancialmente em condições excepcionais.>
(Quem ri por último ri melhor)

> Aquele que aguarda longamente, atinge o estado de exaustão.>
(Quem espera desespera)

> O que V.Ex: anela, estou eu cogniscente.>
(o que tu queres sei eu)

> Deglutir batráquios>
(engolir sapos)

> Colocar o prolongamento caudal no meio dos membros inferiores>
(Meter o rabo entre as pernas)

> Sequer considerar a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes> contracções laringo-bucais>
(Nem que a vaca tussa)

> Retirar o filhote de equino da perturbação pluviométrica>
(Tirar o cavalinho da chuva)

> Sugiro veementemente a Vossa Excelência que procure receber contribuições inusitadas na cavidade rectal.>
(Vá levar no...)


Hehehe, o respeitinho é muito bonito! :)

quinta-feira, dezembro 08, 2005

Isto é para beber?!

Terminou o Natal da Europa e com ele terminou a semana de convívio com pessoas fantásticas de vários países europeus que vão sempre deixar saudades.

No final, a generosidade dos participantes levou a uma improvisada troca de presentes, sendo que a oferta mais efusiva veio da parte da delegação de Póznan, Polónia, pela mão da Dra. Przybylak.

Num simpático pacote, seguia também uma garrafa produzida por uma empresa que pelos vistos detém 20% do mercado de bebidas brancas e espirituosas da Polónia.

A minha dúvida é: isto é para beber?????




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...