terça-feira, setembro 20, 2005

Simon Wiesenthal (1908 - 2005)


"A sobrevivência é um privilégio que traz consigo obrigações. Irei para sempre perguntar a mim próprio o que posso fazer por aqueles que não sobreviveram"

Faleceu hoje em Viena, Áustria, Simon Wiesenthal, conhecido como "A Consciência do Holocausto". Sendo judeu, Wiesenthal sofreu, à semelhança de 6 milhões de outros judeus, a barbárie do regime nazi durante a II Guerra Mundial, tendo perdido 89 familiares.

Ele próprio foi prisioneiro de vários campos de concentração até ser libertado pelos americanos a 5 de Maio de 1945 do campo de concentração de Mauthausen. Enquanto o resto do Mundo parecia querer esquecer o Holocausto e curar o mais rápido possível as feridas profundas do conflito, Wiesenthal decidiu dedicar a sua vida a impedir que a memória do que aconteceu não caisse em esquecimento, tendo trazido à justiça cerca de 1.100 criminosos de guerra.

Aos 96 anos, desaparece alguém que para mim será sempre uma das figuras maiores do Séc. XX. Que o seu trabalho sirva de inspiração para o futuro abrindo caminho à universalização de um desejo que certamente era o seu:

"NUNCA MAIS"

5 comentários:

Wolverine23 disse...

O desaparecimento de alguém que ao longo da vida se dedicou a tão nobre causa, contra uma das maiores barbáries que a humanidade conheceu merece por mim o maior respeito possivel.

O que todos podemos fazer é não deixar cair no esquecimento e homenagear este nobre homem, nem que seja apenas pelas tuas palavras, Caetano.

PequenaJoana disse...

Há quem chame Holoconto ao Holocausto, o que é uma prova de que o "nunca mais" vai continuar a repetir-se e repetir-se e repetir-se... É assim, infelizmente, a raça humana.

Shalom

mais_um_anónimo disse...

é deste tipo de pessoas que precisamos pois o maior problema do mundo é deixar tudo "cair no esquecimento" e não lutar pela justiça...

Bubbles disse...

Até sempre "caçador de nazis"...

Idanhense disse...

Adeus Simon

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...