quarta-feira, junho 08, 2005

Que raio de rima...

É com muito e prazer que presenteio este bloguinho com uma pérola poética cuja co-autoria é minha e da minha ilustre colega de blog Pequena Joana. Devo dizer que esta obra prima surrealista nasceu numa noite de grande inspiração em que a lua se alinhou com a terra acendendo em nós a chama do talento adormecido. convosco a saga "QUE RAIO DE RIMA..." (aplausos efusivos e lágrimas de emoção)

Sou tão inteligente
Até parece que sou gente
Sou tão diferente
E tão inconscinte
Que até fui buscar o pente

Há por ai muito indecente
Gente que agora não me vem à mente
Por ser tão incongruente
Mas como eu sou tão competente
Até me é indiferente

Vou então quebrar esta corrente
Porque quero ser independente
Ai de mim que sou tão atraente
E como disse no ínicio...SOU TÃO INTELIGENTE...

FIM

Cat e Jo(e vice-versa) :)

4 comentários:

PequenaJoana disse...

Eu sei, eu sei... provavelmente, quem lê deve pensar "mas que técnica... mas que densidade... mas quanta genialidade"!...

Mas acreditem, isto para nós é como beber um copo de água. Quando a inspiração aparece, não há nada a fazer.

Catarina disse...

cara colega de blog: sublinho na integra as suas sábias palavras...

Caetano disse...

Como poderei exprimir o sentimento que depois de ler este post vi em mim fortemente? Sei lá, foi pugente e comovente ler estas belas rimas fruto de um saber consistente e coerente. Só posso pois dizer, depois de criarem esta ode genialmente, olha, ide em frente :P

guardblanc disse...

Como diria um amigo meu... Potente!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...