domingo, junho 19, 2005

Desporto da RTP1 não sabe o que é racismo

Ainda dentro da temática do racismo, assisti hoje a um momento algo cómico. Decorria a segunda parte do jogo Alemanha x Tunísia para a Taça das Confederações, e a Alemanha finalmente marcara um golo e vencia o jogo por 1-0. Até então, os adeptos não tinham parado de protestar contra uma exibição alemã que estava a ser fraquinha...

Dentro deste espírito de ânimo renovado, ia a Tunísia para o ataque por intermédio do seu talentoso jogador Dos Santos (que raio de nome para um tunisino, mas que se lixe, não posso falar muito), quando lhe sai ao caminho aquele armário que é o defesa central do Chelsea Robert Huth (leia-se róber ute) e corta o lance de forma imperial assim como quem diz "Desculpa lá mas não acho correcto ires em direcção à minha baliza pelo que vou fazer uma entrada impetuosa que no mínimo vai ficar bem na televisão e com sorte até te apanha as pernas".

Nas bancadas, o público fazia a sua habitual manifestação racista dirigida a Dos Santos, imitando um som de gorilas em cio, som esse, diga-se de passagem, que até estava bastante realista, como se já estivessem mesmo na época do cio.

Eis que o indómito e sempre criativo comentador da RTP1 se sai com esta pérola plena de convicção e quiçá com alguma ingenuidade:

"...e como as coisas mudam! Agora o público já grita o nome do Huth!"


imagem de Rober Huth (cimo) tirada daqui
imagem de Dos Santos (por baixo) tirada
daqui

2 comentários:

Catarina disse...

digno de uma produção gato fedorento! LOL :)

PequenaJoana disse...

L-O-L

Os comentadores televisivos da bola são de facto uma fonte inesgotável de humor. E vivó Róber Ute!

Não reparei nesse episódio pois não vi o jogo todo, mas ri-me, claro, quando disseram que o penalti sobre o Ballack (lê-se mesmo Ballack) foi bem marcado. Que incompetência!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...