terça-feira, junho 07, 2005

Decadência

O outro dia pousei os olhos por uns momentos naquele trash show ("travestido" de talk show) que a SIC passa no domingo à noite, com o ex-melhor humorista português. Nem me lembro da última vez que o fiz, mas sei que nessa altura aquilo já andava pior que mal. É incrível, mas o mau gosto atroz consegue ser ainda maior agora.
O Herman José parece daquelas pessoas que foram submetidas a uma intervenção cirúrgica no cérebro e depois nunca mais voltam a ser as mesmas.
O espectáculo torna-se insuportável, porque depois da espiral de mau gosto, não há mais espaço ali para piadas inteligentes e com pés e cabeça. Por isso, admirei-me que ele e a sua trupe tenham, do nada, feito uma graça sobre Richard Nixon e Henry Kissinger. A plateia, como era de esperar, não se riu.


Herman antes da oxigenação

2 comentários:

Caetano disse...

É o que dá querer continuar a explorar um formato que já está por demais esgotado, que é esse do talk-show (ou trash-show). À falta de temas e personagens de interesse, entra-se no âmbito da piada fácil, com referências abusivas dissimuladas ou não ao sexo. Que saudades do Herman Enciclopédia e, mais antigo, do Tal Canal...

Catarina disse...

sim, há coisas realmente decadentes no programita do herman! mas enfim...acho que o humor também está em crise! será que o pessoal do gato fedorento ainda trabalha pra ele? não me parece! señ aquilo n tava tão em baixo humoristicamente. ainda houve uma fase em que até se aprendiam a fazer umas receitas engraçadas (isto pra quem gosta de cozinhar) mas agora já nem isso! temos pena! mas sempre temos o gato fedorento, e quem tem isso não precisa de mais nada pra rir. o que o herman ker sei eu!!!!;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...